Resenha: A Primavera Rebelde - Queria Estar Lendo

Resenha: A Primavera Rebelde


A Primavera Rebelde, o segundo volume de A Queda dos Reinos, cedido pela Editora Seguinte para essa resenha, é a continuação surpreendente dessa história de jogos políticos, romance e aventura criada pela autora Morgan Rhodes.
Sinopse: Depois que o rei Gaius de Limeros conquistou as terras de Auranos e subjugou o povo sofrido de Paelsia, passou a dominar toda a Mítica com seu punho de ferro. A rica população de Auranos parece não se importar com o novo governante, desde que seus privilégios sejam mantidos; os paelsianos, como sempre, aceitam seu destino de exploração. Mas a tranquilidade é só aparente: grupos rebeldes começam a surgir nos reinos dominados, questionando as mentiras e os métodos sangrentos do novo rei. Enquanto isso, Gaius obedece à sua mais nova conselheira e dá início à construção de uma estrada passando pelas temidas Montanhas Proibidas. Mas essa via não servirá apenas para interligar os três reinos: ela faz parte de uma busca pela magia elementar, perdida há mil anos, que conferirá ao tirano um poder supremo. O que ninguém esperava era que essa obra desencadearia uma série de eventos catastróficos, que mudarão aquelas terras para sempre e forçarão Cleo, Magnus, Lucia e Jonas a tomar decisões até então inimagináveis.
Como o próprio título já diz, esse volume focou mais no lado dos rebeldes, sua organização e os planos para a futura rebelião, além do recrutamento de novos rebeldes, o que nos apresenta novos personagens e o aprofundamento de outros. É aqui que vemos como Jonas começa a se virar com a responsabilidade de líder dos rebeldes, antes apenas um punhado de garotos sem família vivendo na floresta, para recrutadores e uma resistência que consegue um poderoso aliado dentro do próprio castelo.
Quando viu a notícia das execuções marcadas para aquele dia, Jonas quis ver com os próprios olhos. Ele estava certo de que elas fortaleceriam sua determinação, sua convicção de fazer qualquer coisa, assumir qualquer risco, para ver os reinos tomados escaparem como areia das mãos do tirano que agora os governava.

A construção de Jonas melhora um pouco, mas ainda continua impulsivo e sem pensar, mesmo que seja o líder da rebelião. Essa parte deixa um pouco de confusão porque ele não tem o temperamento certo para liderar, mas mesmo assim, na história é descrito como um líder nato. Certas ações dele não condizem com o que lemos nos capítulos com seu ponto de vista. Acho que a autora podia trabalhar melhor a relação dos pensamentos do personagem com as ações dele. Apesar disso, o arco de Jonas deixa uma boa abertura para  o terceiro livro.

Já Cleo, é uma das personagens que mais melhorou. Sim, continua um pouco mandona e mimada, mas após a morte da própria família a personagem incorporou bem o sofrimento, a sede de vingança escondida sob uma face falsamente ingênua, o medo e o fervor que ela tem por resgatar a coroa e recuperar o trono que é seu por direito. Cleo amadureceu bastante, e vemos as ideias dela se tornarem mais concreta, assim como suas ações e opiniões. Ela está se tornando uma personagem forte e isso apenas aumenta a ansiedade para ver o que o futuro da série guarda para ela.
- Princesa, você poderia facilitar para mim. 
- Ah sim, é exatamente isso que eu quero fazer. Porque você sempre foi um amigo tão bom para mim. 
Seu tom sarcástico arrancou um leve sorriso dos lábios dele. 
- Eu poderia ser um bom amigo. 
Ela ficou completamente em silêncio por um instante. 
- Como? 
- Isso depende de você, vossa alteza.
Magnus, ah, Magnus! Ainda o melhor personagem, com os melhores capítulos (mesmo que a Cleo tenha melhorado muito). Ele continua o personagem mais bem construído, seu sofrimento, a vontade pelo poder e em conseguir o respeito do pai, o Rei Gaius, estão muito condizentes com o que ocorreu no primeiro livro. Ele tem uma boa continuação e uma fluidez ótima na narrativa. A única coisa que me deixou um pouco chateada é que apesar de querer novas ações e fazer novas realizações, Magnus é o personagem mais apagadinho do segundo livro, por não receber tanta atenção, além de grandes acontecimentos que afetam tanto outros personagens quanto ele. Mas é claro que isso não estraga o personagem, nem seus capítulos. Pelo menos isso nos faz esperar por um terceiro volume em que ele ganhe maior presença.

Lucia apenas não continuou a mesma personagem do início da série porque grandes coisas aconteceram a ela, que repercutiram em consequências que, querendo ou não, trouxeram a ela coisas ainda maiores e especiais. Ela está se tornando mais agressiva e voluntariosa, mas de uma forma que ainda não é a extensão de seus pensamentos e ponto de vista no capítulo, a mesma coisa que ocorre a Jonas. Assim como ele, esperemos que isso melhore no próximo volume.
- Ouvi rumores – a menina sussurrou, impressionada – sobre o que você é capaz de fazer. 
A menina perturbava muito mais do que uma simples ratinha deveria. 
- Rumores que eu sugiro tirar da cabeça antes que criem dentes afiados e devorem você. 
A menina empalideceu. 
- Sim, vossa graça. 
- Traga o meu irmão aqui. Apenas o meu irmão. 
Quando a ratinha saiu apressada, Lucia ficou chocada com  grosseria de suas palavras. Ela normalmente tratava os criados com muito mais gentileza. O que estava acontecendo?
Ainda, recebemos novos pontos de vista de outros personagens durante os capítulos, o que nos permite enxergar um ângulo da história que não vimos no livro 1. Como a Rainha Althea, o Rei Gaius, e uma nova personagem Lysandra. Por enquanto Lysandra não mostrou uma atitude muito relevante para a narrativa, além de ser outra rebelde cuja família morreu por causa do Rei e que busca, também, por vingança. Creio que o motivo para ela aparecer de forma tão presencial no livro 2 será revelado logo em seguida e espero que toda a raiva que ela demonstra, seja canalizada para ela virar uma estrategista muito inteligente, pois é o que suas ações indicam.

A narrativa é muito fluida e a leitura muito, muito rápida. Acho que nunca percebi um livro de 400 páginas com uma leitura tão rápida, e a história também facilita muito. Tem bastante ação e aventura, além de política, assim como no primeiro. A evolução da história e para onde ela se encaminha, ou seja, algo muito mais relevante e grandioso, é perceptível desde o início do livro. Sobre a edição, achei a capa mais bonita e interessante do que a primeira, o título também condiz muito com a história. A fonte é ótima para a leitura e as páginas, como sempre, amareladas (YAY!).

A história contém alguns clichês de narrativa e de ações dos personagens, mas ainda vale a pena ler, porque a política e tudo que envolve os três reinos é muito bem construído. Mesmo criando teorias ainda não consegui imaginar um fim concreto para a história. A autora tem muito potencial em mãos, e pelo que ouvi falar, ela utiliza esse potencial com força total nos continuar na série, o que só me deixa mais ansiosa para saber o futuro desses personagens e de todo esse universo.

E aí, você já começou a série e também está ansioso pelo próximo volume?

Título original: Rebel Spring
Autora: Morgan Rhodes
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia
Nota: 3,5

Saiba mais: Skoob | Amazon | Submarino

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

8 comentários:

  1. Oi, Camila!
    Menina, essa foi uma série que me surpreendeu esse ano. Devorei todos os livros como se não houvesse amanhã.
    Realmente tem seus clichês, mas a autora sabe bem trabalha-los.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções ativas e ganhe prêmios maravilhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      Se você começa a ler os livros um após o outro, realmente fica difícil parar! E de fato, a autora sabe muito bem lidar com o que coloca na história.
      Fico contente que tenha gostado!

      Xoxo

      Excluir
  2. Oi Camila, só leio críticas positivas dessa série e sou super curiosa para conhecer a narrativa da autora. Parece um excelente livro de fantasia e os clichês não me incomodam hehehee adorei os quotes!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Que bom que se interessou! Espero que consiga ler logo, se não se importa com os clichês, vai amar hahaha.
      Obrigada!

      Xoxo

      Excluir
  3. Oi Camila! Não li ainda a série, mas quero muito! Gosto da premissa e os clichês fazem parte neh? Adorei a resenha!

    Beijos

    Vivian
    http://www.oquetemnanossaestante.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivian!
      Espero que possa achar logo um tempinho pra conhecer melhor a série, mesmo com os clichês, acho que qualquer um pode adorar.
      Obrigada!

      Xoxo

      Excluir
  4. Oiii Camila

    Esse é daqueles livros, ou melhor daquelas séries, que praticamente dodo mundo super elogia. É que pelo que vi na resenha tem de tudo um pouco e esse clima de intrigas constantes prende mesmo. Tenho o primeiro livro aqui pendente pra ler e espero arrumar um tempinho em breve pra conferir a história.

    Beijos

    De repente, no último livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice!
      Espero que quando arrumar esse tempinho, a história supere suas expectativas, pois tem muitos elementos interessantíssimos e ótimos personagens.
      Obrigada pelo comentário!

      Xoxo

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!