Resenha: Príncipe Mecânico - Queria Estar Lendo

Resenha: Príncipe Mecânico

Resenha: Príncipe Mecânico

Príncipe Mecânico é o segundo volume da trilogia As Peças Infernais, uma prequel do mundo dos caçadores de sombras da Cassandra Clare, iniciada com Os Instrumentos Mortais, que acompanha a jornada de Tessa em busca de suas origens no mundo das sombras. Um livro do meio atípico e intenso com um final com gosto de "quero mais" e uma premissa envolvente.
Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres (ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada) foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.
Depois dos acontecimentos de Anjo Mecânico, Tessa Gray encontra abrigo permanente com os caçadores de sombras do Instituto de Londres, protegida por Charlotte Branwell e dividida entre Will e Jem, os parabatais que a salvaram no início do primeiro livro.

Conhecendo o inimigo, Tessa e seus companheiros acreditam que podem combater ele. Porém, ao se aprofundarem cada vez mais nas suas buscas, descobrem que o Magistrado tem motivos pessoais muito fortes que o leva a odiar os caçadores de sombras, e o exército que está preparando é tão mortal quanto uma lâmina serafim - se não pior.
Você e eu somos o mesmo, Tessa. Nós vivemos e respiramos palavras.
No entanto, suas investigações acabam frustradas quando percebem que o Magistrado sabe sobre cada um de seus passos, o que só pode significar que existe um traidor entres eles. Mas a pergunta que fica é: quem?

Enquanto isso, Tessa vê-se cada vez mais dividida entre os parabatais, atraída pela sinceridade e lealdade de Jem Carstairs, ao mesmo tempo em que seu coração anseia por Will. Ao mesmo tempo em que a vida de Jem é ameaçada, Will entra em uma jornada para enfrentar o seu passado, e entre tudo isso e a guerra do Magistrado, Tessa pode estar ainda mais perto de perder todos aqueles que ama.
Dizem que o tempo cura todas as feridas, mas isso presume que a fonte da ferida é finita.
As Peças Infernais é definitivamente a minha série preferida dentro do mundo dos caçadores de sombra - e uma das preferidas fora dele também. Eu amo a atmosfera steampunk da história e o desenvolvimento dos personagens, que me conquistaram logo no inicio e seguiram dentro do meu coração até o fim.

Em Príncipe Mecânico temos a oportunidade de um desenvolvimento maior dos personagens, suas alianças, sonhos e o que estão dispostos a sacrificar para salvar aqueles que amam. Tessa é um destaque interessante, pois vem se transformando em uma mulher cada vez mais forte conforme passam-se os livros. No inicio de Anjo Mecânico era uma garota assustada e em busca de quem lhe protegesse, mas no fim do livro já fica claro os rumos de sua evolução, que não para no livro dois.

Resenha: Príncipe Mecânico

Vemos como se desenvolvem também personagens secundários que, por vezes, perdem-se em seus próprios sonhos, como Jessamine; e também conhecemos a força por trás de personagens como Sophie Collins. Temos um vislumbre maior dos irmãos Lightwood e, através da motivação do Magistrado, descobrimos o lado mais podre da Clave e como eles são exatamente uma alegoria para a podridão da nossa própria sociedade.

Meus maiores destaques, no entanto, vão para Will e Jem. Meus meninos leais que matam e morrem um pelo outro, e amam um ao outro com a mesma ferocidade e honestidade com a qual amam Tessa. Em Príncipe Mecânico temos a oportunidade de conhecer mais sobre o passado de Will, com o pai que abandonou a Clave para viver um amor arrebatador, a família que ele deixou para trás e o início da maldição que o atormenta até hoje e faz com que seja segura amar apenas Jem.
Will sempre foi a estrela brilhante, cuja chama captura a atenção - mas Jem é uma chama constante, inabalável e honesta. Ele poderia te fazer feliz.
Will chega para nós como um garoto bonito e arrogante - dois traços extremamente Herondale - e evoluí para mostrar um lado doce e emotivo, que ele precisa enterrar para manter as pessoas a sua volta a salvo. E aqui deixou um adento com o destaque para a relação entre Magnus e Will, que fala de uma inocência e um amor puro como poucas vezes Cassandra conseguiu fazer.

Por outro lado temos Jem, o garoto cujas batidas do coração estão contadas e, agora, com a ameaça sobre a droga que ao mesmo tempo que  mata, o mantém vivo, ele não tem nada a perder. E usando as palavras como só ele sabe, nos conquista cada vez mais.
Você tem dezessete anos - disse Magnus. - você não pode ter desperdiçado uma vida que ainda não viveu.
Príncipe Mecânico não é um "livro do meio" típico. Traz aventura e ação, mistério e romance, tudo em uma dosagem muito bem imaginada, e nos faz ansiar pela conclusão da trilogia. Nos traz a amizade de Will e Jem mais estreita do que nunca, nos revela um lado de Will que desconheciamos enquanto ele luta para salvar a única pessoa que pode amar por tanto tempo, ao mesmo tempo em que nos encaminha para a jornada de Tessa, descobrindo seus poderes e suas origens aos poucos.

Resenha: Príncipe Mecânico

Sou suspeita para falar, porque se eu tivesse que seguir lendo todos os livros da Cassandra pelo resto da vida só para poder olhar para As Peças Infernais, eu o faria com um sorriso no rosto, mas Principe Mecânico é uma continuação que supera as expectativas e não deixa nada a desejar, a não ser a continuação em Princesa Mecânica, e recomendo para todos que curtem uma boa fantasia urbana, com um toque de steampunk e um triângulo amoroso que DE FATO é um triângulo onde todos se amam e escolher apenas um lado é cravar um punhal no peito.

Título original: Clockwork Prince, vol. 2 The Infernal Devices
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia Urbana - Young Adult - Steampunk
Nota: 5

GOSTOU DO LIVRO E QUER AJUDAR A MANTER O BLOG? ENTÃO COMPRE PELOS NOSSOS LINKS!

 Skoob  |  Amazon  |  Americanas  |  Submarino

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

13 comentários:

  1. Oi, Bianca. Eu descobri ontem que esse livro era do gênero steampunk, até porque nunca li nada do tipo e sentia muitas dúvidas em relação ao que era exatamente retratado nas histórias. Independente disso, eu nunca li nenhum dos livros dessa série da Cassandra, talvez seja porque o estilo não me impressione, mesmo que todo mundo diga maravilhosas sobre a obra. Dificilmente eu leria, mas eu gosto de ver o quanto ela deixa o leitor apaixonada pela escrita da autora. Tomara que o terceiro seja melhor.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Miriã!
      Hoje em dia já me decepcionei muitíssimo com a Cassandra Clare, nem faço questão de ler o que ela lança UAHSUHASUHASUHASUH Mas As Peças Infernais é MARAVILHOSO DEMAIS, nem parece escrito pela mesma pessoa, honestamente.
      E o terceiro livro... Gente, é o melhor da série. Sempre que a gente terminava um ficava "não tem como ser melhor que isso", mas ai tinha. Os personagens são muito bem feitos e conquistam muito o leito, eles movem todos os plots do livro <3
      anyway, quem sabe um dia você muda de ideia com TID.

      bjs

      Excluir
  2. Oie
    Nunca li nada da autora, mas morro de curiosidade, quem sabe um dia.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa!
      Os outros livros nem recomendo não, mas As Peças Infernais NOSSA SENHORA SIM. Espero que possa ler algum dia <3

      bjs

      Excluir
  3. Oi, Bia!
    Menina, eu tinha largado essa vida de shadowhunter, mas me convenceram a dar uma chance a essa trilogia. Dizem que é a melhor do mundo. Está na TBR do ano.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Hoje em dia eu tô só com a série de TV mesmo, me decepcionei demais com Cassandra Clare. MAS AS PEÇAS INFERNAIS VAI ESTAR PRA SEMPRE TATUADO NA PELE E NO CORAÇÃO. É muito perfeita, tu não vai se arrepender.

      bjs

      Excluir
  4. Fico muito curiosa em relação a essa autora. Espero conseguir começar pelo menos Os Instrumentos Mortais esse ano hahhahaha

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clarissa!
      Os Instrumentos Mortais eu nem recomendo mais, já que acho a série de TV muiiito melhor. Mas As Peças Infernais recomendo até a morte, nem parece coisa da mesma autora. É muiiiiito boa <3

      bjs

      Excluir
  5. Oi Bibs, eu até curto o gênero, o difícil no momento é começar uma série nova e ainda se tratando da Cassandra que adoro séries infinitas heheheheh mas fico feliz que tenha superado suas expectativas <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi!
      Nem fala, Cassandra não conhece o famoso momento de parar.
      Mas o bom de As peças Infernais é que fecha ali na trilogia. O que tem depois não é ponta solta, sabe? Dá bem pra ler essa e ser feliz assim :v

      bjs

      Excluir
  6. Olá, Bibs.
    Eu estava lendo Os Instrumentos Mortais e resolvi começar essa trilogia. Li ela toda de uma vez e até hoje não voltei para a outra. Depois de ler essa trilogia a outra me pareceu tão fraca. Eu ia dizer que essa é a unica história em que eu gostei de um triangulo amoroso dai li o que você escreveu sobre e concordo muito. Isso sim é um triângulo amoroso. Até hoje não consigo decidir entre eles e amei o final da autora.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      SIM MULHER, não sei escolher entre eles e amo muito o final <3
      E é verdade, viu. Eu li primeiro a maior parte de TMI e depois TID, mas quando chegou a hora de ler o último de TMI, faltava alguma coisa. TID nem parece ter sido escrito pela mesma pessoa, parece mais bem feito do que a primeira e se o pessoal começa por ela mesmo, nem vai querer o resto aushauhsaushauhs
      Mas eu recomendo a série de TV de TMI, é bem melhor que os livros e eu tô curtindo muiiiito.

      bjs

      Excluir
  7. Oii Bibs, tudo bem? eu não li a resenha por medo de pegar spoilers hahahaha, essa é uma série que eu vejo todo mundo falando bem e acredito que seja realmente boa, mas eu ainda não tive curiosidade em ler, mas quem sabe algum dia né.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!