Resenha: Anjo Mecânico

Anjo Mecânico é o primeiro volume de As Peças Infernais, trilogia prequel de Cassandra Clare para o Mundo das Sombras, que nos foi apresentado em Os Instrumentos Mortais - porém, é uma série independente, então você não precisa ter livro TMI para compreender essa trilogia.
Sinopse: Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo. 
A história nos apresenta Theresa Gray, uma jovem americana do século 18, viciada em romances e poesia. Depois da morte dos pais Tessa e seu irmão Nate passam a morar com sua tia Harriet, até que Nate decide ir para Londres em busca de oportunidades, deixando a irmã com a tia. Mas circunstâncias inesperadas fazem com que Tessa tenha que ir ao seu encontro em e a partir do momento em que ela coloca os pés naquele país frio e cinzento, mal poderia ela imaginar que sua vida nunca mais seria a mesma. 

Tessa é lançada de cabeça em um mundo, que qualquer pessoa jamais imaginária existir, e apresentada aos Caçadores de Sombras, Nephilims que defendem a terra de criaturas que vivem no submundo, e quem dera Tessa fosse uma mundana qualquer! Feiticeiros, vampiros, demônios, fadas, licantropes e todos os tipos de criaturas capazes de imaginar.

Somente os muito fracos de cabeça se recusam a serem influenciados pela literatura e a poesia.

Will Herondale um jovem caçador de sombras (insira suspiros) e seu melhor amigo Jem Carstairs, acabam salvando Tessa e a levam para o Instituto de Londres, moradia dos Nephilims, que é dirigido por Charlotte, uma mulher diferente de todas da época, e Henry, seu marido adoravelmente lunático.

A partir daí, uma trama impressionante desenrola, e Tessa irá descobrir que ela não é quem ela sempre pensou ser, terá sua vida colocada em teste e se verá envolvida com o caçador de sombras mais frio e sarcástico de toda a Inglaterra. Enfrentará um mal capaz de acabar com o mundo que ela conhece.

Então, tenho que dizer Cassandra se supera cada vez mais, não sei se tenho vontade de bater ou abraça - lá, porque são tantos sentimentos pra um único livro, como isso é possível? Eu lhes digo amigos leitores, uma combinação de história bem escrita, personagens incríveis, enredo fantástico, final surpreendente e claro o fato de tudo se passar em Londres na era Vitoriana , façanha que nem todos os autores conseguem alcançar.

Sempre devemos ser cuidadosos com livros - Tessa disse. - e com o que está dentro deles, pois palavras tem o poder de nos transformar.
As descrições da época, são incríveis e você se vê perdida nos pensamento de Tessa e se sente vivendo ali, naquele lugar e naquela época junto com ela, o que só torna tudo mais legal ainda.

E o romance na história, é pra acabar de vez com nosso emocional, porque, como não amar o Will? Mas também como não amar o Jem? Apesar de eu ser totalmente fangirl do Will eu gosto do Jem, só Cassandra pra fazer isso com nós, pobres mortais.

Muitas vezes me peguei rindo durante a leitura, o toque engraçado está presente em várias páginas, o humor sarcástico que mascara o Will é responsável por boa parte disso.
– Está querendo dizer que o restante da minha reputação permanece intacto? - perguntou Will fingindo horror. - Claramente estou fazendo alguma coisa errada. Ou não fazendo coisa errada, como parece ser o caso.- Bateu na lateral da carruagem. - Thomas! Temos que ir de uma vez ao bordel mais próximo. Quero escândalo e más companhias.
Tessa é uma personagem corajosa, que não tem medo de enfrentar os problemas e ir atrás do que quer, uma mocinha extremamente ousada pra época, nada entediante, e ela e o Will, formam meu casal favorito de todos os livros.
Mas não importava agora, Will só conseguia pensar em uma coisa. TESSA. Parte desesperado parte com esperança, atravessou o salão até onde ela estava. O chafariz emitia seus ruídos reconfortantes enquanto ele se ajoelhava e a levantava nos braços.
É difícil escrever sobre algo que você gosta demais e conseguir passar tudo o que senta nas palavras, mas a Cassandra Clare conseguiu, escrever outra série com um mesmo tema, de uma forma tão viciante quanto a anterior, indico sempre, leiam que não irão se arrepender!


Título original: Clockwork Angel, vol. 1 The Infernal Devices.
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Gênero: Young Adult - Fantasia Urbana - Steampunk
Nota: 5

Saiba Mais: Skoob  

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Aaai, estou louca para ler esse livro, ainda mais pela Londres vitoriana kkkkk
    Ótima resenha Natália...Ainda não li nada da Cassandra Claire, mas prometo que vou ;)
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela, pode ler sem medo que não vai se arrepender hahahaha Cassandra é uma gênia, e as duas séries são ótimas, mas As Peças Infernais, é linda demais! Só não me responsabilizo pelo sofrimento que essa mulher é capaz de fazer os leitores passarem hahahaha Ainda to me recuperando de Clockwork Princess, último da série! Mas mesmo assim vale muito a pena <3

      HAAA e tem o Will, só ele já é um ótimo motivo pra ler heueheuehue

      Beijos!

      Excluir
  2. oláaaaa nat!
    essa trilogia é de tirar meu fôlego <3 eu particularmente prefiro as peças infernais do que instrumentos mortais e-e HAUEHAUEHUAEUE

    besos
    ~nathália n.
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!