Controle Remoto: Grace and Frankie - Queria Estar Lendo

Controle Remoto: Grace and Frankie

Controle Remoto: Grace and Frankie

Com indicações aos principais prêmios de televisão e um elenco estelar - encabeçado por Jane Fonda e Lily Tomlin -- Grace and Frankie é uma comédia da Netflix que já está na sua terceira temporada e conquista logo nos primeiros minutos do piloto.

Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lily Tomlin) nunca gostaram uma da outra. Também pudera, elas são tão diferentes! Enquanto Grace é uma mulher elegante, reservada e dona de uma grande empresa de cosméticos, Frankie é uma artista, ativista engajada em várias causas e adepta de métodos e crenças alternativas. A convivência vem de todos os anos em que seus maridos, Robert (Martin Sheen) e Sol (Sam Waterston), passaram como sócios em um escritório de advocacia.

A série começava em um jantar, onde ambas esperam que seus maridos anunciem a aposentadoria, mas são surpreendidas com outro anuncio: Robert e Sol são gays e após tantos anos se escondendo, decidiram assumir o seu amor. Para que possam se casar, precisam primeiro se divorciar das esposas.

Controle Remoto: Grace and Frankie

Mesmo com reações tão diferentes a notícia -- enquanto o casamento de Grace e Robert sempre foi mais frio, Frankie e Sol eram melhores amigos -- ambas as mulheres se encontram, pela primeira vez, na mesma situação. Quando as duas decidem que precisam de um tempo na casa de praia -- um imóvel que ambas as famílias tem dividido por toda sua vida -- é que as coisas realmente começam a acontecer.

Nem Grace nem Frankie estão dispostas a ceder e desistir da casa na praia, o que acaba forçando a convivência entre elas. E é nessa situação que elas acabam descobrindo que tem muito mais em comum do que ex-maridos gays. Enquanto elas tentam se recuperar dos anos de traição e da súbita mudança de vida, trabalhando para poderem conviver com os ex de forma que não prejudique a família, elas também acabam descobrindo um novo ânimo para a vida.

Controle Remoto: Grace and Frankie
Controle Remoto: Grace and Frankie
Controle Remoto: Grace and Frankie

A premissa básica de toda a história é bastante comum: duas mulheres traídas que são o completo oposto uma da outra e acabam se encontrando em uma espécie de amizade inusitada, redescobrindo a vida e como se reconstruir depois do divorcio. O grande twist -- e um que faz toda a diferença -- é que elas já passaram dos 60 anos.

A química entre Jane e Lily torna a série muito divertida e o comprometimento delas com as personagens faz a gente acreditar que elas são, basicamente, alter-egos das atrizes.

A série ainda ganha muito com os coadjuvantes. Robert e Sol, que finalmente estão assumindo sua sexualidade e amor para o mundo, tendo de enfrentar e se encontrar na comunidade LGBT+ depois dos 60, e tão claramente são muito mais que sua sexualidade. Os dois formam um casal fofo, um que é difícil não torcer a favor, e a forma como eles navegam nesse novo mundo, tão diferente daquele dos "machos alfa" que eles estavam acostumados é feita de forma divertida e também sensível.

Controle Remoto: Grace and Frankie

Também gosto muito do foco que deram para o relacionamento da Frankie com o Sol, todas as suas excentricidades e peculiaridades de um casal de hippies. Apesar de tudo, eles sempre foram melhores amigos, e se adaptar a nova realidade traz medos, inseguranças, mas também muitas novidades positivas.

Os filhos dos casais também adicionam todo um núcleo divertido -- em especial Coyote e Bud, os filhos adotivos de Sol e Frankie. Coyote é um viciado em recuperação e Bud é o filho certinho -- e meio neurótico -- que tenta apaziguar as coisas e garantir a união da família. Já as filhas de Robert e Grace formam um contraste interessante, a mãe e dona de casa Mallory, tão diferente da mãe e da irmã, e a maldosa mulher de negócios Brianna, que assume a empresa da mãe após a aposentadoria dela. Juntos, os quatro estão sempre a postos para intervir nos relacionamentos que estão sendo remodelados -- tudo sem perder seus próprios arcos e sempre compartilhando uma amizade cheia de implicâncias que vem de anos de convivência, quase como se fossem todos irmãos.

Grace and Frankie é o tipo de série que a gente assiste toda em um dia sem nem perceber o tempo passado, que nos faz rir e chorar e refletir sobre as coisas importantes da vida, como o amor, a família e a importância de sermos honestos conosco. Uma série que você já deveria estar assistindo.

Share this:

, ,

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Sério que nunca tinha visto falar sobre este seriado e já fui correndo adicionar ele à minha lista de desejados. Realmente parece uma trama super leve e divertida para se ver depois de um dia puxado de trabalho e faculdade. Com certeza vou querer conferir.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Essa série deve ser mto divertida, não conhecia, vou tentar ver qqr dia, qdo surgir um tempinho.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Bibs.
    Não conhecia essa série, mas parece muito divertida.
    Tem uma premissa diferente do que estamos acostumados e deve ser bem divertido acompanhar a nova rotina das duas famílias para lidar com a nova dinâmica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MIM ABRAÇA QUE EU AMO DEMAIS ESSA SÉRIE e é isso!
    Eu estou assistindo essa nova temporada aos poucos que é pra não acabar de vez e ficar na abstinência.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  5. A série deve ser legal mesmo e muito divertida! Quando tiver um tempo, vou dar uma conferida!

    Inclusive, coloquei seu post no Links do Mês lá no blog <3

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir
  6. Bianca!
    Deve sr hilária, principalmente descobrir que os maridos têm um caso há anos...kkkkkk
    Fiquei com a maior vontade de assistir e vou ver se consigo.
    Sem contar com os atores de peso, deve mesmo valer a pena.
    “Eu escolho um homem que não duvide de minha coragem, que não me acredite inocente, que tenha a coragem de me tratar como uma mulher.” (Anaïs Nin)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Eu Ja ri horrores enquanto assiste essa série é impossível não cair na risada com as Desventuras dessas duas imagina o seu tempo com seu marido e ele se revelasse sendo gay e tendo um caso com o melhor amigo que é o esposo da sua melhor amiga impossível não dar uma boa história

    ResponderExcluir
  8. Oi Bibs! Tudo bem? Apesar dos altos e baixos das temporadas eu AMO essa serie, não sei pq a Netflix demora tanto pra colocar mais e mais temporada!s! Essas mulheres são maravilhosas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Estou viciada na netflix, pena que não posso acompanhar todas as séries. Amo comédias, e ja gostei dessa série. Com certeza vou acompanhar em breve, é só eu arranjar um tempinho para isso.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bibs

    Eu não sou uma pessoa muito fã de comédia, mas o fato de serem personagens mais maduras até me atrai, pois acredito que as piadas tenham lá sua dose de lição de vida e não são somente besteirol aleatório.
    Qualquer dia desses vou dar uma olhada no piloto! :D

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu já ouvi falar da série mas achei que fosse sobre outra coisa, me confundi completamente. Imagina que louco descobrir que seu marido é gay! Caramba, deve ser tenso mas ao mesmo tempo, como você mesma diz, impossível não torcer para dar certo. Adoro a Jane Fonda, acho ela uma atriz maravilhosa porque ela é a cara da mulher neurótica kkk
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  12. Ainda não assisti, fiquei curiosa!

    submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!