Resenha: A Garota dos Pesadelos - Queria Estar Lendo

Resenha: A Garota dos Pesadelos

Resenha: A Garota dos Pesadelos

A Garota dos Pesadelos é o segundo volume da duologia iniciada em Anna Vestida de Sangue, da autora Kendare Blake. Lançado recentemente pela Editora Verus - que cedeu o exemplar em cortesia para a resenha - traz o terror característico e um final  bastante satisfatório.
Sinopse: Passaram-se meses desde que o fantasma de Anna Korlov abriu uma porta para o Inferno em seu porão e desapareceu, mas o caçador de fantasmas Cas Lowood não consegue seguir em frente. Seus amigos lhe lembram que Anna se sacrificou para que Cas pudesse viver - não caminhar em meio aos mortos. Ele sabe que eles estão certos, mas aos olhos de Cas nenhuma garota viva que ele conhece pode se comparar a garota morta por quem ele se apaixonou. Agora ele está vendo Anna em todos os lugares: às vezes quando está dormindo e às vezes em pesadelos reais. Mas algo está muito errado... estes não são apenas devaneios. Anna parece torturada, despedaçada de novas maneiras cada vez mais horríveis sempre que ela aparece. Cas não sabe o que aconteceu com Anna quando ela desapareceu no inferno, mas ele sabe que ela não merece o que está acontecendo agora. Anna salvou Cas mais de uma vez e é hora de retribuir o favor.
Cas está sendo assombrado - literalmente, como sempre foi em toda sua vida. Só que agora ele conhece o fantasma e não está aterrorizado por ela; Anna tem aparecido em seus pesadelos, aprisionada em uma espécie de inferno, e Cas parece ser o único capaz de ouvir seus pedidos de socorro.

Determinado a entender o porquê dessas visões e, principalmente, a ajudar Anna, Cas resolve investigar seu passado, suas ligações com a caça às assombrações e os motivos que os colocaram no caminho daquela fantasma em particular para, quem sabe, livrá-la do tormento eterno.
- Sabe o que eu odeio nas lanternas? Elas sempre fazem a gente pensar no que não estamos vendo. No que ainda está no escuro.
Anna Vestida de Sangue foi uma história muito gostosa de acompanhar. Com um feel das primeiras temporadas de Supernatural, que sempre serão minhas favoritas, a trama nos apresentou a Cas, Thomas, Carmel e Anna e finalizou suas histórias, mas deixou algumas pontinhas soltas para uma resolução; A Garota dos Pesadelos é essa resolução.

Resenha: A Garota dos Pesadelos

O livro tem seu ritmo familiar, acelerado e cheio de adrenalina que já ficaram característicos lá no primeiro volume. O único ponto negativo em toda história, o motivo que me fez tirar uma estrela, no entanto, foi o Cas. Que criatura mais egoísta e insuportável ele se tornou! Os traços frios e pouco emotivos dele, dessa vez, foram esquecidos para focar em suas vontades como se tudo que importasse fossem elas.
A Anna Vestida de Sangue eu sabia como enfrentar. O casulo vazio de Anna Karlov... eu não entendo.
Achei excruciante acompanhar a trama pelo ponto de vista dele porque era muita avareza e egocentrismo e "meus amigos estão se sacrificando para me ajudar mas ai, não estão fazendo o bastante, que incompetentes eles". Eu queria trocar o Cas de lugar com a Anna e deixá-lo lá no inferno para todo o sempre; ai o livro teria sido um cinco estrelas.


Eu digo e repito que minha única crítica para essa obra foi seu protagonista. Em uma mistura de Bella Swan obsessiva em Lua Nova com uma babaquice particular, Cas não percebia o quanto ele era nocivo e o quanto ele exigiu tanto de seus amigos para uma coisa que só concernia, realmente, a ele. Eu queria entrar na história e chacoalhá-lo pelos ombros e gritar REFLITA UM SEGUNDO SOBRE O QUE VOCÊ ESTÁ DIZENDO pra tudo que ele dizia. Fazia tempo que um personagem principal não me irrita como o Cas me irritou.

Pelo cenário ser tão maravilhoso e bem ambientado e por ter tantos coadjuvantes incríveis, no entanto, eu amei acompanhar o desenrolar do plot. Depois de uns cinco "mimimis" do Cas, coloquei ele na função 'mudo' e parei de me importar com a sua existência, até porque ele só estava ali para fazer besteira e tomar decisões erradas. Graças aos deuses por meus anjinhos Carmel e Thomas.
- Só estou dizendo que nem sempre tem que ser espíritos ou magia. Às vezes as assombrações estão na sua cabeça. Isso não significa que elas não sejam reais.
Os melhores amigos que você poderia querer para estar ao seu lado durante uma caça aos monstros, eles são bons demais para o infortúnio que é o Cas. Thomas continua o nerd adorável de sempre, mas ele também é um bruxo poderoso que sabe a desenvoltura de seus poderes - ainda está aprendendo a lidar com eles, mas está bem menos perdido que no primeiro livro. Thomas é uma peça essencial para a trama, para a busca pela Anna e para entender o que tem ligado o Cas à esse inferno em que a garota está aprisionada.

Resenha: A Garota dos Pesadelos

Carmel, por outro lado, ainda é a menina que caiu de paraquedas no mundo sobrenatural - e não é menos corajosa por causa disso. Ela é toda atitude e presença e bate o pé para proteger seus amigos; queria colocá-la num potinho e proteger do mundo, mas nem precisa porque ela é capaz de se proteger. Ela e o Thomas têm momentos maravilhosos dentro do desenrolar da trama e é uma pena a gente ter que ficar preso ao embustiane do Cas, porque eu queria saber o que se passava na cabeça desses dois durante vários desses momentos.

Meu ship é lindo e precioso e eu não percebi o quanto tinha sentido falta deles até começar a ler.


Anna, por sua vez, é a incógnita de antes, porém uma bem mais macabra e assustadora. Não por ser uma ameaça, mas por estar sendo ameaçada. Eu gostei de como a autora segurou o suspense a respeito do seu castigo, o motivo de estar presa naquele pesadelo sem fim. As respostas chegaram bem pontuadas e foram satisfatórias; nenhuma surpresa ou reviravolta grandiosa, mas um fim condescendente com o que o livro prometia.

Outros personagens têm destaque, tais como Morfran - avô de Thomas - e Gideon - uma espécie de mentor que sempre ajudou Cas em suas caçadas. São as mentes sábias por trás das atitudes impensadas e arriscadas dos mais jovens.

Resenha: A Garota dos Pesadelos

Uma das coisas mais legais nesse livro é o elemento do terror. Kendare Blake sabe como construir uma aura aterrorizante e entregar os momentos de susto e tensão na hora certa; rapaz, teve uma cena em particular que me deixou grudada no sofá com medo de olhar para trás. O Slender mandou abraços e fugiu correndo e gritando.
É verdade o que dizem sobre respostas que só levam a mais perguntas. Sempre vai haver mais para descobrir, mais para aprender, mais para fazer.
A edição da Verus está linda e apesar de eu achar o design da capa um pouquinho estranho - acho que preferiria traços de desenho em vez do 3D que constrói a Anna - é um livro bonito de manusear. Não encontrei erros de revisão e a diagramação está impecável.

Resenha: A Garota dos Pesadelos

Para quem gostou de Anna Vestida de Sangue, A Garota dos Pesadelos é um final emocionante e tenso como o primeiro livro também foi. As pontas soltas são justificadas e os personagens têm sua despedida tal como o fim de uma temporada sem seus cliffhangers; é um livro perfeito para quem gosta de bons sustos e de uma ótima trama sobre caçar fantasmas.

Título original: Girl of Nightmares
Autora: Kendare Blake
Editora: Verus
Gênero: Paranormal | Horror 
Nota: 4

GOSTOU DO LIVRO E QUER AJUDAR A MANTER O BLOG? ENTÃO COMPRE PELO NOSSO LINK!

Amazon

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Oiiies


    Eu tenho Anna vestida de sangue aqui, mas to sempre enrolando pra começar a ler, e olha só que amo Supernatural e ja havia lido que o livro tem uma pegada bem parecida.
    Meu Deus, ja peguei ranço desse Cas só de ler a resenha, colocar personagem assim na função mudo é o melhor à fazer mas tem hora que é tão impossivel ignorar o excesso de babaquice... Mesmo assim, quero ler esses livros com certeza, acho que merece

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise
    Eu adorei Anna vestida de sangue e sofri muito quando a Anna se sacrificou pelo Cas, porque uma romântica incurável lógico que vai shippar um fantasma e um humano, isso é muito normal. Eu quero muito ler o segundo volume pra ver o que acontece com esses dois, o triste é só esperar pra comprar o livro.
    Beijos!

    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nizz!
    Eu não li o outro livro porque não me interessei muito. Confesso que achei essa capa RIDÍCULA, mas como não vou ler, nem me afeta muito hahahhah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi, Denize!
    Tenho os dois livros e estou terminando de ler Anna Vestida de Sangue, estou amando.
    É uma pena que Cas fica assim no segundo livro, porém vou ler porque quero saber de tudo principalmente pelo Thomas e Carmel.
    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!