E se eu já li os melhores livros da minha vida? - Queria Estar Lendo

E se eu já li os melhores livros da minha vida?

E se eu já li os melhores livros da minha vida?

Foi uma pergunta que eu fiz para as meninas esses dias: e se eu já li os melhores livros da minha vida? Foi uma pergunta besta, mas que levantou todo uma conversa entre nós que eu achei bem válida.

Ultimamente eu não li nenhum livro que tenha parado a minha vida, o último foi E o Vento Levou. E isso não quer dizer que eu não li mais nenhum livro bom. Eu li livros ótimos, excelentes, maravilhosos, perfeitos dentro dos seus próprios mundos. Mas nenhum dele eu pensei “obra de arte” quando fechei.

Posso listar três aqui, que me deixam esse sentimento: E oVento Levou, As Crônicas de Gelo e Fogo e Outlander.

São livros que me fazem sentir como eu nunca senti na vida. É quase ridículo que eles tenham sido escritos por seres humanos (?). As histórias são redondas, densas, as personagens são cinzas, reais e humanas. Elas têm nuances e claras diferenças entre si, elas não são como nenhuma personagem que você conhece. É uma história com milhares de outras histórias dentro de si, os autores arquitetam mundos; recriam batalhas, épocas distantes e sentimentos carregados pelo vento.

E se eu já li os melhores livros da minha vida?

São histórias que você pode ler mil vezes e sempre vai encontrar algo novo. História que um detalhe mínimo no primeiro livro se conecta a um detalhe maior no último e você fica "Wow, não espera isso!". Com peculiaridades. Histórias expansivas. Histórias que me fazem chorar só de pensar nos meus personagens preferidos ou nas possibilidades do que poderia ter sido.

E não são os mesmos livros para todas as pessoas. Não é porque esses me fazem sentir assim, que vão fazer todo mundo. Cada um tem os melhores livros da sua vida, aqueles que chegaram no momento certo, que te envolveram de uma maneira quase sufocante, que te fazem viver aquele mundo, respirar ele. Os livros que você decorou falas, tatuou elas, que você lembra de detalhes ridículos de pequenos anos depois de ler, que você guarda todos os nuances dentro de si, que muito tempo depois de ler você ainda está se maravilhando com novas descobertas.

Me pego pensando nisso e fico um pouco triste. E se esse for o auge e se nenhum outro livro for me deixar eufórica e levar lágrimas aos meus olhos só em mencionar um personagem (Oi, Robb Stark!)?


E se eu já li os melhores livros da minha vida?

Eu queria mais. Mais de ficar acordada pensando na história, mais de devorar um livro, mais de criar teorias, mais de coração apertado pelas personagens, mais de abraçar as páginas porque eu não sei lidar com os sentimentos e a narrativa e a construção de tudo aquilo, mais de virar a madrugada lendo fanfics até zerar os sites que eu conheço porque eu preciso de mais.

Mas e se a gente já leu os melhores livros da nossa vida? 



E se eu já li os melhores livros da minha vida?

EDIT:

Decidi adicionar esse edit porque percebi que muita gente não entendeu sobre o que se trata esse texto. Eu não acho que não há mais livros para eu ler lá fora, também não estou falando que nunca mais vou ler um livro maravilhoso ou encontrar um favorito. Esse texto é sobre um sentimento.

Para resumir bem e de uma forma que eu acho que a maioria sabe do que eu estou falando: esse texto é sobre as nossas Hogwarts. Quantas Hogwarts nós temos na vida? Por que eu nunca li HP, mas eu tenho 3 "Hogwarts" na minha vida: Forks, Westeros e o Mundo das Sombras, e eu não acho que vou ter mais nenhuma.

Isso não é sobre os meus livros preferidos (porque, honestamente, esses nem estão no meu top 3!), mas é sobre os livros da minha vida. Sobre aqueles cujos universos se transformaram em um lar pra mim, os livros que eu lembro de MUITOS detalhes, mesmo 10 anos depois de ter lido eles, são personagens que fazem parte da minha família e que eu senti quase uma dor física quando morreram. São universos que eu dediquei muito tempo da minha vida, escrevendo fanfics para manter os personagens vivos, lendo fanfics para apaziguar a dor de não ter mais histórias, de passar horas chorando no youtube com fanvídeos e virar a madrugada discutindo teorias, por mais ridículas que fossem.

São os livros que me moldaram na pessoa e leitora que eu sou hoje. Dois desses universos foram responsáveis por duas decisões gigantes e massivas na minha vida, essa é a influencia deles em mim.
Eu acho que ainda existem milhares de livros maravilhosos para eu ler - pela Deusa, faz quase um ano que li Mentirosos e ainda sinto vontade de chorar se penso muito nos personagens, achei o livro perfeito. Favoritei. Mas ele não é um dos livros da minha vida.

Não estou pronta para parar de ler, também, porque não vejo a leitura como algo que você termina algum dia. É o meu lazer, é onde encontro prazer, onde me sinto feliz, e jamais acharia que já conheço o suficiente. Que não preciso de mais.

Mas eu realmente acredito que já li todos os melhores livros da minha vida, eu não acho que encontrarei outra Hogwarts. E isso me deixa triste, porque eu queria ter esse sentimento de total e absoluta entrega a uma leitura. De encontrar um novo lar.

Então isso é sobre um sentimento muito maior do que um livro favorito ou futuras leituras maravilhosas. É sobre um sentimento nostálgico, e não o fim de uma leitora.

Share this:

, ,

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Oi Bianca. Uma reflexão e debate interessantes! Acho esse questionamento muito pertinente, mas se pensarmos que conhecemos apenas uma fatia do bolo que é o universo dos livros, sem mencionar aqueles que ainda nem foram pensados/escritos/planejados, eu acredito que as probabilidades estão ao nosso favor de encontrar mais livros que marcarão nossa vida e farão o tempo parar naquela leitura (mesmo que seja só um pouquinho). Felizes de nós, leitores, que já os encontramos em meio a essa quantidade inimaginável de obras.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bibs
    Achei bem legal a sua questão, mas eu não me apego muito a isso porque a gente sempre se surpreende tanto e o futuro reserva tantas coisas ainda que não faz sentido eu achar que li todos os livros da minha vida, isso me faria entender que eu não preciso ler mais, e é algo que eu não pretendo parar por agora.
    A respeito dos livros citados, só li As crônicas de gelo e fogo mas não gostei. Achei a obra cansativa e muito detalhada, parei na metade KKK Mas entendo o apelo, muita gente simplesmente viciou nas obras do Martin.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Bianca!
    Desses, eu só conhecia "A Cidade do Sol" e "O Caçador de Pipas"
    Nunca tive a oportunidade de ler, mas parece ser muito bom!!
    AMEI o seu blog, já estou te seguindo! Bjs ♥
    Outono Literário

    ResponderExcluir
  4. Fiquei meio triste com esse post. E se eu já li os melhores livros da minha vida?! Jesus amado, o que estou fazendo lendo cada vez mais se já li os melhores livros? Eu tenho certeza que nunca vou ler nada que me emocione e me vicie como Harry Potter fez, fato. Eu sei também que nenhum outro livro vai me viciar em um personagem e em uma playlist como a trilogia Cores. Mas e se eu não me apaixonar por mais nenhum livro? Ah que desespero.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bibs!
    Uau, essa é uma discussão que eu nunca tinha pensado antes. E, sinceramente? Acho que não quero pensar! hahaha Acredito que cada livro que marcamos como favorito, tem um elemento ou outro que o fez se tornar o livro sensacional daquele momento da sua vida. Talvez ele não vire aquele que você se apegue para o resto da vida e fique chateada com os personagens que morreram, mas naquele momento, ele foi bom o suficiente pra te acalentar o coração. Eu penso assim, porque ainda quero me apaixonar por muitos outros livros nessa vida <3 hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bibs!
    Acho que nunca parei pra pensar nisso... Mas se eu for fazer uma lista, fico o resto da vida aqui.
    Menina, nem lembra do Robb. Lembro que soube da morte dele lendo a sinopse do quarto livro. Pense numa menina que ficou depressiva.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra a um exemplar autografado de O que eu tô fazendo da minha vida
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. São quatro kits; um para cada ganhador

    ResponderExcluir
  7. ah adorei esse post! as cronicas de gelo e fogo sao msm incríveis e eu sempre tive vontade de ler e o vento levou, é um dos meus filmes preferidos da vida

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ❤..

    Visite Meu Blog www.tudosobreobadoo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Bibs!
    Ótima discussão, adorei seu texto! ❤
    Já me perguntei isso também, mas continuo na eterna busca de livros que me façam lembrar pq gosto tanto de ler! rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bianca. Tudo bem?

    Entendi totalmente o seu post e nunca tinha parada pra fazer esse questionamento. Mas se eu já li os melhores livros da minha vida, só tenho uma coisa a falar: que bom ter tido essa oportunidade!

    Xero

    Transbordando pelos dedos

    ResponderExcluir
  11. Olá, Bibs.
    As vezes acho que já aconteceu comigo. Amo alguns, me empolgo, choro, dou risada, me transporto para dentro da história, mas tem aqueles que foram lidos na hora certa e que marcaram tanto que mesmo as outras pessoas não gostando é o livro. Eu sou assim com Assassinato no expresso do Oriente, o que me acho o melhor da Agatha, mas que marcou de uma maneira que vai ser sempre meu livro da vida. Mesmo lendo ótimos policias eu sei que nunca vou encontrar um que me faça sentir igual senti quando li ele. E ainda tem O Caçador de Pipas que você ilustrou na postagem e O menino do Pijama Listrado.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Li E o vento levou... até a metade. E que metade, ne?! Depois passei para o filme mesmo, até comprei o DVD. A història é linda, faz chorar e tras conhecimento sobre a guerra. Amei!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!