#BingoLitNegra + Leituras - Queria Estar Lendo

#BingoLitNegra + Leituras


Inspirada pelo Asin Lit Bingo, a autora Solaine Chioro criou o #BingoLitNegra, que consiste dedicar seu mês de Novembro a livros escritos por autores(as) negros(as) e protagonizados por personagens negros(as). O post de hoje é pra falar um pouquinho do que estou lendo e do que já li!

Nesse bingo, a Solaine criou uma cartelinha com 24 categorias diferentes. A ideia é você escolher uma linha ou coluna e se dedicar a ler obras que se encaixam em cada um dos desafios.

Parafraseando a própria autora: "O Dia da Consciência Negra é uma importante data em que lembramos e celebramos a resistência e as lutas dos nossos irmãos. É sempre muito legal ver a movimentação que acontece em diversas frentes durante esse mês. Esse é o momento perfeito para dedicar suas leituras para autores negros e obras sobre pessoas negras. Então, que tal aproveitar o novembro negro para participar de um bingo literário com esse propósito?"


Vou com a diagonal da direita pra esquerda, minha TBR ficou assim:

  

  

Livro nacional: A Rosa de Isabela (Solaine Chioro).
Livro publicado neste ano: Bruxa Akata (Nnedi Okorafor).
Para o espaço livre, escolhi Quem tem medo do feminismo negro? (Djamila Ribeiro).
Protagonista LGBTQ+: Let's Talk About Love (Claire Kann)
Autora mulher: The Belles (Dhonielle Clayton).

Dentre os títulos, já li A Rosa de Isabela e estou alcançando a página 100 de Bruxa Akata.

A Rosa de Isabela foi uma leitura bem rápida e gostosinha; uma releitura de A Bela e a Fera com protagonistas LGBTQ+ e um elenco majoritariamente negro (e feminino) entre as personagens principais rodeando nossa Bela. O que Solaine fez foi recriar o universo do famoso conto de fadas adaptando para a realidade brasileira, com uma protagonista carismática apaixonada por livros e com uma mocinha amaldiçoada com um passado trágico e bastante carregado.

Como toda boa releitura, encontrar os detalhes que fazem do original a história especial que é me trouxe um friozinho na barriga. As novidades que a autora inseriu só enriqueceram ainda mais a narrativa. Com suas 70 páginas e disponível para aluguel no Kindle Unlimited, com certeza é uma obra que vale a pena conferir e prestigiar.

Bruxa Akata, minha segunda leitura do Bingo, tem sido bastante interessante. Fala sobre essa garota, Sunny, que "pertence a dois mundos" - filha de nigerianos, nasceu nos EUA e voltou para a Nigéria ainda pequena. Sunny é albina e tal característica é gatilho para humilhações e julgamentos; mas esse não é o detalhe diferente a seu respeito. Algo de mágico ronda essa garota, e seus amigos talvez sejam a ponte para apresentá-la ao mundo a que realmente pertence.

Os clichês de histórias juvenis envolvendo "escolhidos" são identificáveis, sim, mas a autora, Nnedi Okorafor, consegue introduzi-los como novidade; uma abordagem refrescante para tramas que usam e abusam de temáticas extremamente "brancas", com mitologias e universos de padrão europeu. Aqui, tal como em Filhos de Sangue e Osso, temos a riqueza da África e de suas lendas e crenças; dá pra ver, logo no começo, que é uma história grandiosa como muitas outras sagas.

Para quem quiser participar, acho válido dar sequência ao Bingo mesmo depois que Novembro acabar - como está nos meus planos. A valorização dessas histórias tem que acontecer diariamente; quando você olha para a sua estante, quantos livros escritos e protagonizados por negros você encontra? Eu fiquei feliz por encontrar um bom número, mas ainda não chega perto do tanto de autores e autoras brancos que ocupam o mesmo espaço - e que não lutam metade da luta que os negros precisam enfrentar para conquistar as prateleiras do mundo.

Então fica aí o convite para quem quiser participar do Bingo e acompanhar os posts nas redes sociais, usando a tag #BingoLitNegra.

Share this:

, , , , , , , , ,

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Olá, Denise.
    Menina que ideia legal essa desse bingo. Pena que o mês já está no final. Mas vou ver se consigo fazer sem ser um desafio hehe. Eu não tenho nem ideia de quantos livros escritos por autores negros tem na minha estante. Até porque confesso, fora os nacionais, raramente sei o rosto dos autores que leio. Mas com protagonistas negros sei que são poucos. Dos que você selecionou eu não conhecia nenhum ainda.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise, a ideia do Bingo literário foi realmente sensacional. Eu me sinto muito mal por até agora não ter lido nenhum livro sobre o tema, até desconheço alguns autores, e, acho esse que esse bingo é uma tapa na minha cara, para que eu acorde. Vou tentar faze-lo também.

    Lídia
    www.depoisdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii Denise.
    Há! Que ideia bacana. Adorei a TBR que voce montou. As temáticas são maravilhosas e como eu adoro uma boa crítica estou tentada a ler esses livros também.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nizz!
    Menina, que tudo esse bingo! Adorei a ideia. Se formos analisar, quase não lemos autorxs negrxs. Já salvei aqui para poder fazer algum dia (porque esse ano eu já sei que não vai rolar)
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!