Resenha: Coração Leal

  • 09:00
  • 28 de jan. de 2019
  • Resenha: Coração Leal

    Recebido em parceria com a autora Layla Casanova, Coração Leal é o primeiro volume da série Watchers of Chaos MC e também estreia da parceria entre ela e Anelise Santini. O livro foi cedido em parceria para resenha e conta uma história sobre motoqueiros, sobre viver à sombra da lei e sobre amores proibidos.
    Sinopse: Essa não é uma história sobre bons moços. Na cidade de Lafuente, a lei e a justiça batem de frente com a vingança e a anarquia do moto clube Watchers of Chaos. Um grupo de motoqueiros cruéis, fora-da-lei e extremamente sexy, os Watchers comandam as ruas sem medo. Dominic Archer é um deles. Para o filho mais velho do antigo Vice-Presidente do clube, o “Watchers of Chaos M.C.” é um legado de família. Lealdade ao que o clube representa é tudo que Dominic conhece. Pelo menos até Cordelia despedaçar seu mundo com três simples palavras: eu amo você. Agora, ele não consegue parar de pensar na garota com a qual cresceu – como seria beijá-la? Como seria tocá-la? Como seria entregar-se a esse sentimento? – mesmo quando o clube passa a sofrer ataques de gangues rivais. Cordelia Beckett é a veterinária da cidade, apaixonada por animais maltratados e por Dominic Archer desde que consegue se lembrar. Ainda criança, foi salva do pai abusivo pelos Watchers e, desde então, o Presidente do clube a tem como filha. O que a torna território proibido para todo mundo. Cordelia sabe que sua realidade jamais deve colidir com a ilegalidade e violência do M.C., mas sua paixão em Dominic só fez crescer desde que ela voltou para a cidade. Agora, não consegue mais controlá-la. Enquanto os ataques ao clube crescem e ficam mais perigosos, ameaçando arrastar Cordelia diretamente para o caos, a atração entre os dois se torna explosiva, dividindo as escolhas de Dominic: manter-se leal ao clube ou ignorar as regras a se entregar ao amor?

    Cordelia vive uma rotina confortável na cidade de Lafuente; assistente na clínica veterinária, ela gosta de cozinhar e, eventualmente, se mete em alguma encrenca para salvar algum bichinho que precisa ser resgatado. Ela não tem muitas pretensões além de um pouco de liberdade, o que acaba por não envolver o seu coração. E ele responde a um só nome: Dominic.

    Dominic é um dos membros do Watchers of Chaos, um moto clube famoso por cuidar de Lafuente e seus moradores - isso inclui Cordelia, protegida pelo próprio presidente do clube. Dominic pode ter tudo o que quiser; a adrenalina que vem com o M.C., a liberdade da estrada, dinheiro e status por carregar o símbolo dos Watchers of Chaos - só não pode ter o coração daquela que sempre amou, Cordelia.


    Resenha: Coração Leal

    Em meio a esse romance proibido, um incidente coloca os motoqueiros no caminho de uma gangue rival. Para salvar o próprio pescoço, os Watchers of Chaos precisam entender quem foi o responsável por um roubo - quando alguém entra no caminho do clube, está mexendo com o próprio caos.

    Coração Leal tinha uma fórmula para me conquistar logo de início que era pura e simplesmente UM CLUBE DE MOTOQUEIROS. Sons of Anarchy é apenas uma das minhas séries favoritas da vida, e falo com tranquilidade que as meninas souberam dar vida ao feeling que SoA e Mayans MC passam tão bem.

    Ao mesmo tempo em que você se apaixona pelos Watchers, sabe que eles não são os mocinhos da história. Talvez sejam os menos problemáticos, essa é a verdade; num mundo de caos, eles aprenderam a vigiá-lo e o fazem na estrada e na cidade. Tentam ao máximo afastar a instabilidade daqueles que amam - motivo pelo qual Cordelia é território proibido para Dom.

    A dinâmica entre os dois começa bem e termina maravilhosamente bem. Tem seus trancos e barrancos, mas se desenvolve com arcos bem pontuados, com reviravoltas chocantes e surpreendentes. Eu gostei de como as autoras evitaram usar dualidades conhecidas no gênero; de como Cordelia e Dominic são humanos e humanos às vezes fazem merda. Eles soaram muito reais pra mim logo de início. Bons amigos que se adoram, mas que trocam olhares e flertes sutis, nada arriscado demais - e de repente eles se arriscam por completo e você só quer que tudo dê certo porque EU AMO UM OTP.

    Resenha: Coração Leal

    Onde Cordelia é ordem, Dominic é o caos. Onde ela é controle, ele é instabilidade. Não que isso torne Dominic um personagem babaca e instável como os muitos mocinhos de romances hot, LONGE DISSO. Ele me lembrou um pouco do Jax, que fazia suas merdas mas ainda assim tornava impossível sentir menos do que amor incondicional por ele. É um protagonista bem desenvolvido, com suas dúvidas e medos bem apresentados, com um passado que reflete suas ações no presente. Gostei do modo como ele olha para a Cordelia e vê esperança - mas, principalmente, como olha para ela e sonha com um futuro que não pode ter.

    Ele faz suas escolhas erradas? Faz sim e não é fácil de perdoar. Mas, como eu disse, os Watchers não são mocinhos. Não dá pra mesurar o Dominic com a mesma balança com que eu julgo outros personagens principais porque ele é bem mais inclinado ao pandemônio - quase como o Cardan, de The Cruel Prince. Nenhum dos membros do moto clube estão isentos disso e por isso eu venero essa história.

    Cordelia, por outro lado, pode ser a razão e a estabilidade, mas consegue fugir disso quando quer. Apaixonada por Dominic e por tudo que ele representa em sua vida, a luz que a tirou de um momento sombrio do seu passado, Cordy está disposta a se arriscar e bater de frente com Deus e o mundo se isso significa ter uma chance com o homem que ama.

    Pense em uma personagem principal bem construída; interessante de acompanhar, com voz própria, força e resiliência. Cordelia é uma mulher independente e decidida, gentil e compreensiva. Ela é parte de Lafuente e parte dos Watchers of Chaos MC, mas um todo que pertence a ela mesma - e ninguém pode tirar isso dela. Essa liberdade de decidir.


    Resenha: Coração Leal

    Ao lado dos dois, os coadjuvantes não ficam atrás no quesito construção de personagem. Os Watchers em si são um conjunto de personalidades distintas e marcantes e pausa para eu gritar que AMO O MADDOX COM TODAS AS MINHAS FORÇAS MEU DEUS BEBÊ MALUCO PRECIOSO! E, Santiago... me liga ;)

    A irmandade que eles formam com Dominic é perfeita. Eles se completam; um é mais racional, outro é mais violento, outro é ainda um peão dentro do jogo - mas todos são essenciais para a história. E eu mal posso esperar pra ver qual será o próximo protagonista da série!

    Cordy tem ao seu lado uma cavaleira de armadura brilhante. Melanie é a melhor amiga que todo mundo ama, com um humor irreverente e piadinhas prontas. Eu amo como ela e a Cordy são pilares uma para a outra. Como estão sempre lá quando precisam, sem nem saber que estavam precisando. Amizade feminina 10/10!

    Como leitora que não costuma curtir muito as cenas hot, posso garantir que o livro não exagera e nem abusa demais do artifício. É um romance, mas equilibra isso bem com as cenas de ação e de tensão e constrói um slow burn que dá vontade de continuar acompanhando. Cordelia e Dominic são um ship ótimo e eu os amo com todas as minhas forças!

    Coração Leal foi uma estreia excelente para a dupla de autoras nesse mundo de motoqueiros e crime; uma história sobre lealdade e amor, sobre encontrar a própria liberdade dentro de um mundo caótico. Eu já estou contando os dias para o próximo livro da série!

    Título original: Coração Leal, Watchers of Chaos MC, vol. 1
    Autora: Layla Casanova, Anelise Santini
    Editora: Independente
    Gênero: Romance erótico
    Nota: 5 +
    Skoob


    GOSTOU DA NOSSA RESENHA? ENTÃO AJUDE O BLOG COMPRANDO ATRAVÉS DO NOSSO LINK!

    1. Oi, Denise
      Eu fiquei muito animada para ler a obra também, mas não consegui gostar do casal principal. Achei Cordelia muito sem graça, aí fiquei com medo da leitura não ir pra frente e dei uma pausa. Quero voltar com tudo porque aí minha experiência não vai ser tão ruim, afinal, todo mundo tá adorando esse livro, espero não ser o ponto fora da curva.

      Beijo!
      http://www.capitulotreze.com.br

      ResponderExcluir
    2. Oi, Nizz!
      EU AMO UM LIVRO E É ISTO! Terminei essa história já me sentindo integrante do MC e super querendo meu patch!!!
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    3. Oi
      que bom que gostou da história, eu adorei ler ele, realmente o pessoal do clube não são mocinhos, mas sabemos quem eles são sem que eles tentam esconder.
      Uma história bem envolvente, espero que a continuação saia ainda esse ano.

      http://momentocrivelli.blogspot.com

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.