Resenha: A Impossível Faca da Memória

  • 09:00
  • 13.7.19
  • Resenha: A Impossível Faca da Memória

    A Impossível Faca da Memória é o mais novo lançamento da Lauria Halse Anderson no Brasil, e a editora Valentina nos cedeu um exemplar para a resenha. O livro conta a história de Hayley, uma adolescente que tenta se adaptar a uma "vida normal" ao lado do pai, um veterano do exército que sofre com transtorno pós-traumático, depressão e o abuso de substâncias.


    Sinopse: A adolescente Hayley Kincain e o pai, Andy, passaram cinco anos viajando de caminhão, fugindo das lembranças que os assombram. Agora, estão de volta à cidade natal de Andy para tentar levar uma vida “normal”, mas os horrores que ele testemunhou na guerra ameaçam destruir a existência de pai e filha. De mãos e pés atados, Hayley é obrigada a vê-lo ser lentamente derrotado pela depressão, e se entregar às drogas e à bebida para calar os demônios interiores. É então que seu próprio passado vem à tona, e o presente se estilhaça... anunciando um futuro totalmente incerto. O que você deve fazer para proteger a vida de seu pai quando a morte o está rondando? Que atitude tomar quando os papéis de pai e filha se invertem? E o que acontece quando aquele garoto encantador e divertido entra no seu mundo sem pedir licença e, pela primeira vez, você se vê pensando no futuro?Atual, surpreendente, irresistível, A impossível faca da memória é Laurie Halse Anderson no seu auge. O que você deve fazer para proteger a vida de seu pai quando a morte o está rondando? Que atitude tomar quando os papéis de pai e filha se invertem? E o que acontece quando aquele garoto encantador e divertido entra no seu mundo sem pedir licença e, pela primeira vez, você se vê pensando no futuro?Atual, surpreendente, irresistível, A impossível faca da memória é Laurie Halse Anderson no seu auge.

    Hayley não se lembra muito do que aconteceu antes dela cair na estrada com o pai, aos 12 anos, dirigindo um caminhão por todo Estados Unidos. Agora que ela está com 16 anos, no entanto, Andy achou melhor se estabelecerem em algum lugar para que ela possa terminar os estudos e se candidatar a universidade.

    Resenha: A Impossível Faca da Memória

    É por isso que eles retornam para a cidade natal de Andy, morando na casa que fora de sua avó, e tentam estabelecer uma rotina. A princípio, a garota acha que estar de volta ao lar de infância possa fazer bem ao pai, mas conforme o tempo passa e o passado começa a alcançá-los, Hayley fica sem saber até quando eles aguentarão.

    Engoli o medo. Ele está sempre ali, e ou você se mantém na superfície, ou se afoga.

    Assim que peguei A Impossível Faca da Memória para ler, eu já percebi que era um livro da Laurie Halse Anderson. Assim como Garotas de Vidro e Fale! o livro traz a marca registrada da autora, que é sua capacidade de tratar de temas tão delicados de uma forma bem sensível. O que acaba tornando a história até leve, fácil de ler.

    Além disso, a narrativa da Laurie é muito fluída, os acontecimentos se costuram muito bem, sem ficar forçado ou surgir do nada e desaparecer. Toda cena tem uma função bem definida e não teve nenhum momento que eu fiquei "tá, mas o que isso quer dizer?". Fora isso, eu amei como o nome se encaixa na história pelas entrelinhas. Normalmente eu amo quando o título é citado dentro da história, mas esse nunca é e, ainda assim, ele está presente em cada parágrafo. A Impossível Faca da Memória não é um acontecimento que pode ser apontado, mas é a sensação de toda a história.

    Resenha: A Impossível Faca da Memória

    Meu medo era acabar não gostando do Finn, o interesse amoroso da Hayley. Eu nunca tinha lido um romance escrito pela Laurie, por isso não sabia exatamente o que esperar. Mas fiquei bem feliz com ele. Não foi nenhum cara ou casal que me fez suspirar e tudo o mais, mas eu definitivamente me diverti com as piadas internas deles. Também gostei de ver o crescimento da Hayley ao ir se abrindo para outras pessoas e enxergar as camadas no Finn.

    Eu precisava ouvir o mundo, mas o mundo não precisava saber que eu estava ouvindo.

    A Hayley foi a minha personagem preferida, acho. Ela é complexa, e ao mesmo tempo simples. Ela tem um terrível medo de abandono e está constantemente tentando salvar o pai, além de ser extremamente afetada pela doença dele. Hayley vive em alerta constante e se culpa muito quando baixa a guarda e algo acontece. Ela não teve tempo para ser uma criança e uma adolescente normal, e a gente vê isso nos trejeitos dela, na forma como se relaciona e enxerga o mundo, no sentindo de "somos nós contra o mundo" que ela exibe.

    O Andy, pai da Hayley, também tem um papel muito importante. Ver ele afundando na depressão, no álcool, sucumbindo ao TPS foi triste. Os dias bons e os dias muito, muito ruins, e a forma como tudo isso afetava a filha dele. Apesar de já esperar gostar muito do livro, A Impossível Faca da Memória foi diferente do que eu estava esperando e me surpreendeu muito. Positivamente, aliás.

    Resenha: A Impossível Faca da Memória

    No fim é uma história sobre como a nossa vida afeta a das pessoas que amamos e um grito desesperado de "por favor, procure ajuda e fique bem". E mesmo correndo o risco de ser redundante, é importante deixar claro: se você ou alguém que você conhece está passando por momentos difíceis ou sofrendo com doenças mentais: procure ajuda e fique bem.

    O livro está disponível no formato físico e em e-book. Para os assinantes do Kindle Unlimited, da Amazon, ele saí de graça.

    Título original: The impossible knife of memory
    Autora: Laurie Halse Anderson
    Tradutora: Heloisa Leal
    Editora: Valentina
    Gênero: YA | Romance
    Nota: 5


    1. Oi Bianca, tudo bem? Eu nunca li nada da autora, mas criticas muito positivas de Fale! Acho interessante a forma sensível como ela trata alguns temas, parece uma linda história!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Mi!

        Eu super indico os livros da Laurie, viu? São incríveis!

        bjs

        Excluir
    2. Oi, Bibs!
      Não sabia muito bem do que se tratava a história, mas fiquei bem interessada. Nunca li nada da autora e acho que esse seria um bom começo.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Lu!

        Olha, eu super recomendo a Laurie. Acho que começar por qualquer livro dela é uma excelente pedida, a capacidade dela de contar boas histórias é incrível <3

        bjs

        Excluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.