Resenha: Os Delírios de Natal de Becky Bloom

  • 09:00
  • 19 de dez. de 2019

  • Os Delírios de Natal de Becky Bloom é o décimo livro da série escrita pela autora Sophie Kinsella. Publicado aqui pelo Grupo Editorial Record, que cedeu este exemplar em cortesia, é um livro divertido sobre trapalhadas natalinas.

    Sinopse: A irresistível consumista Becky Bloom está de volta e com uma missão: fazer um Natal inesquecível! Becky Brandon (nascida Bloomwood) adora o Natal. A família se reúne na casa dos pais dela, eles ouvem canções natalinas, sua mãe finge ter feito a sobremesa e os vizinhos chegam para tomar uma taça de xerez usando suéteres horríveis de Natal... Pelo menos agora, com a internet, as coisas ficaram mais fáceis. Todos os sites estão em promoção. Além disso, se as suas compras passarem de determinado valor, você ainda ganha frete grátis! E, nessa época, as vitrines estão brilhando, convidativas, cheias de descontos! Mas as coisas serão um pouco diferentes esse ano… Sem conseguir resistir aos apelos da cerveja artesanal e do creme de abacate, os pais de Becky acabam se mudando para Shoreditch, um bairro super da moda, e pedem à filha que organize o almoço de Natal pela primeira vez. Combinado. Afinal, o que poderia dar errado? Becky é perfeitamente capaz de organizar um almoço maravilhoso, não é? Mas ela tem de atenter a algumas demandas bem específicas, como providenciar um peru vegano para a irmã, um presente perfeito para Luke (ela só precisa encontrar uma maneira de entrar num clube exclusivo para homens) e um mimo para sua filha Minnie (se ela conseguir entender o que a garotinha realmente quer ganhar). Ah, e ainda tem um ex-namorado dela que surgiu do nada, cheio de segundas intenções, e com a nova e controladora namorada dele. Mas Becky vai tirar tudo de letra. Será?

    Aqui nós acompanhamos as peripécias da protagonista quando descobre que sua mãe não vai mais ser a anfitriã da festa de Natal da família - a responsabilidade ficou com a própria Becky. E, como tudo que envolve essa personagem, fazer a festa de Natal vai se tornar uma operação digna da SWAT com tantos preparativos e ideias e pitacos alheios.

    Eu nunca li nada de Becky Bloom. Tudo que eu conhecia da Becky Bloom veio do filme - que é um dos meus favoritos - e, apesar de muita coisa na adaptação ser diferente, eu me senti familiarizada com personagens e história por ter assistido o filme tantas vezes. Esse é o décimo volume, mas a narrativa te apresenta tudo com tanta facilidade que você se sente parte da história mesmo não tendo participado dela até então.

    Os delírios da Becky são desesperadores, mas toleráveis porque ela é carismática e a história também. A história segue os absurdos consumistas dela a respeito de cada detalhezinho do Natal, desde o mais insignificante quanto o pedido de uma lhama de enfeite da vizinha de sua mãe até o presente perfeito para Luke, seu marido - que não é exatamente um presente fácil de arranjar.

    Mais e mais a Becky se enfia nessas confusões pra tentar fazer do Natal um momento perfeito, sem erros e deslizes - e, por isso, claro, todas as situações envolvendo os preparativos são carregadas em erros e deslizes. Tudo na base do bom humor e de uma escrita fácil e descontraída, o que torna a experiência de leitura bem rápida.

    A Becky é extremamente irritante e, por isso, muito divertida. Ela tem essa personalidade perfeccionista e intensa, cheia de ideias que envolvem consumismo e mais consumismo porque o consumismo é que vai levá-la a perfeição. Se não comprar a tal vela aromática na hora em que pensou nela, o mundo para de girar.

    É engraçado acompanhar porque a narrativa trata as situações absurdas com bom humor, mas também é desesperador porque a Becky claramente continua precisando de ajuda. Ela tem esses picos de consumo para logo depois perceber que talvez não tenha sido uma boa ideia, só para logo depois ter outra ideia envolvendo compras mais uma vez.

    Sua relação com as personagens desenvolve muito das paranoias de que ela precisa fazer o Natal ser perfeito. Especialmente com a mudança dos pais para um bairro mais hipster de Londres, a correria com a filha pequena e com o trabalho de Luke e mesmo uma estranheza nascendo na maneira com que Jess, sua meio-irmã, tem se comportado. É muita coisa pra cabeça de alguém, especialmente alguém que se enfia de cabeça em todas as situações exigentes possíveis.

    Minha única crítica fica com os 2/4 do livro. Enquanto o começo foi muito bem e o final desenrolou num desenvolvimento ótimo, cheio de altos e baixos emocionais, essa metade acabou sobrando com umas enrolações desnecessárias. Deixou arrastado, mas não insuportável. Por isso minha nota.

    No mais, pra quem já acompanha as peripécias da Becky, vai adorar vê-la se atrapalhando toda com o Natal. E se tem curiosidade como eu, pode ser um ótimo investimento de leitura, já que a narrativa te apresenta todo esse universo carregado em delírios de maneira familiar.

    Título original: Christmas Shopaholic
    Autora: Sophie Kinsella
    Editora: Record
    Tradução: Natalie Gerhardt
    Gênero: Romance | Chick-lit
    Nota: 4
    Skoob

    1. Oi Nizz!
      Eu tenho vontade de ler alguma coisa da Kinsela mas nao sei se especificamente esses sobre a Becky Bloom. Eu acho que queria uma coisa mais independente. Ano que vem vou tentar me aventurar em pelo menos um livro pq gosto do genero e as personagens da autora parecem muito divertidas.

      Abraços
      Emerson
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Um livro bem no clima que estamos agora. Adoro!!

      www.vivendosentimentos.com.br

      ResponderExcluir
    3. Oi, Nizz!
      Também nunca li nada da Becky Bloom e muito menos vi o filme, mas esse livro parece aquele de Natal bem fofinho
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    4. Oi, Denise
      Eu amo a Sophie, mas eu nunca senti interesse em ler essa série dela. Acho que personagem consumistas sempre me dão nos nervos, passo muita raiva haha prefiro evitar.
      Beijo
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    5. Oi Denise! Desta personagem eu vi o filme, mas os livros nunca li e fiquei feliz quando este chegou aqui. Espero gostar! Bjos!! Cida
      Moonlight Books

      ResponderExcluir
    6. Oi Dê, que bom que vc gostou da leitura, já estava animada, agora mais ainda! Vou fica atenta nas enrolações rsrsrsrs mas espero me divertir!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    7. Oi De,
      Nossa, que saudade de ler Becky Bloom, eu lia na minha adolescência (os 30 estão se aproximando, rs) e parei porque queria livros mais dramáticos... Olha eu aqui querendo voltar as origens no chick-lit...
      beeeijos
      http://estante-da-ale.blogspot.com/

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.