Equipe


Jedi, escritora e fangirl nas horas vagas. Viciada em séries, videogame e tão cinéfila quanto se pode imaginar. Tolkien, Rowling e Lewis são sua trindade sagrada. Já navegou por mares desconhecidos, se aventurou em terras fantásticas e participou de um apocalipse zumbi; com o coração aventureiro e a mente cheia de ideias, seus livros contam sobre histórias que gostaria de viver e sobre personagens que gostaria de conhecer.


Publicitária por formação, escritora por nascimento, leitora por paixão, serie-maníaca e fangirl. Adora o inverno, odeia cigarros e quer escrever como Khaled Hosseine e Margaret Mitchell quando crescer. Drama Queen, curte rock'n roll e é fã de Tim Burton e Sofia Coppola. Robb maniac, Shadowhunter, House Martell e a sassenach de James Alexander Malcolm Mackenzie Fraser. Chorona e emotiva. Geminiana, feita de sonhos e soberana de uma terra de faz de conta.



Gaúcha, ex-estudante de Direito e atual graduanda de Publicidade e Propaganda. Se entregou ao mundo dos livros aos dez anos e nunca mais voltou. Está sempre com a televisão ligada e é viciada em internet. Apaixonada por super-heróis, fanfics e sushi. Sonha em conhecer o mundo, mas é difícil tirá-la do sofá.


Camila está no universo dos livros há mais tempo do que se lembra. Apaixonada por eles, e também por filmes, séries, mangás, animes e tudo que incentiva a imaginação, sonha em sair na estrada com Galdalf e os anões em rumo a terras desconhecidas e místicas. Sempre disposta a contar uma boa história, ver o pôr do sol e comer doces, acredita que o mundo seria melhor se todos apreciassem a companhia dos livros.




Mark
Ainda criança, Mark mergulhou no mundo literário — graças aos livros da J.K. Rowling — e desde então vive para enaltecer os livros que ama. É entusiasta de séries, filmes, animes, doramas, mangás e quadrinhos, portanto sua vida social é bastante limitada. Deseja fortemente viajar pelo mundo, conhecer várias culturas, e espera um dia poder compartilhar suas histórias com outras pessoas. Acredita que somos eternas crianças perdidas no teatro do tempo.

COMENTÁRIOS