Resenha: Sol e Tormenta


Lembra quando eu falei sobre Sombra e Ossos? Como foi uma resenha super surtada porque a leitura daquele livro foi absolutamente maravilhosa e destruidora? Pois eis que chega Sol e Tormenta na minha vida pra pisar nos meus sentimentos uma vez mais. Só que multiplica os surtos do primeiro livro por mil, porque eu não estava preparada para a perfeição que foi esse segundo volume! Pensa numa leitura poderosa. Numa narrativa apaixonante, em personagens crescendo (e decrescendo) fantasticamente. Pensou? É Sol e Tormenta.
Sinopse: Perseguida ao longo do Mar Real e aterrorizada pela memória dos que se foram, Alina Starkov tenta levar uma vida normal com Maly em uma terra desconhecida, enquanto mantém em segredo sua identidade como Conjuradora do Sol. Mas ela não pode ocultar seu passado e nem evitar seu destino por muito mais tempo. Ressurgido de dentro da Dobra das Sombras, o Darkling retorna com um aterrorizante e novo poder e um plano que irá testar todos os limites da natureza.Contando com a ajuda e com os ardis de um admirável e excêntrico corsário, Alina retorna ao país que abandonou, determinada a combater as forças que se reúnem contra Ravka. Mas enquanto seus poderes aumentam, ela se deixa envolver pelas artimanhas do Darkling e sua magia proibida, e se distancia cada vez mais de Maly. Ela será então obrigada a fazer a escolha mais difícil de sua vida: ter sua pátria, seu poder e o amor que ela sempre pensou ser seu porto-seguro ou arriscar perder tudo na tormenta que se aproxima.
A resenha vai conter alguns spoilers de Sombra e Ossos, mas prometo que não será nada revelador demais.
"Você está certa sobre uma coisa, Conjuradora. O Darkling é um inimigo poderoso. Talvez você queira pensar sobre arranjar alguns amigos poderosos."
Depois daquele final "feliz" de Sombra e Ossos, Alina está se escondendo em terras desconhecidas, contando com a companhia e proteção de Maly (MY SHIP, NOBODY LEAVES!). Eles estão sendo caçados pelo Darkling e não demora muito para que toda aquela fuga acabe falhando terrivelmente. A bordo de um navio desconhecido liderado por um corsário bastante imprevisível, Alina descobre que o Darkling tem planos grandiosos e ainda mais perigosos para conquistar Ravka e tirar o rei de seu trono. Com alguns contratempos e mind fucks inesperados, Alina acaba se livrando da prisão do Darkling e voltando para sua terra natal determinada a derrotar seu inimigo. Os problemas de assumir o comando de uma guerra, no entanto, se mostrarão maiores do que Alina poderia imaginar.


Ok, fiz um resumo de merda sobre o que se trata o livro porque falar dele sem citar os muitos spoilers é uma tarefa complicada! Mas enfim, a trama é essa: Alina aceita lutar contra o inimigo, mas esse compromisso vai trazer muitas consequências. Como o distanciamento de Maly e a possibilidade de a Conjuradora do Sol estar ficando maluca - visões e aparições começam a atormentá-la quando volta para casa.

A Alina do primeiro livro se distanciou muito da Alina desse segundo volume, tanto pela evolução da sua força e determinação quanto pelas dúvidas e pelas hesitações que acompanham o crescimento do seu poder. Porque ela precisa ficar mais forte para derrotar o Darkling, e quer isso. Ela quer livrar Ravka da ameaça e dar a liberdade das trevas ao seu mundo. Mas todas essas escolhas têm consequências e a principal delas é a solidão que começa a inflar ao seu redor. Ninguém parece estar próximo o suficiente da Conjuradora. Alina não consegue conversar sobre seus medos e aflições com as pessoas que a cercam, principalmente com Maly, que é seu companheiro e melhor amigo e amor da sua vida.

A melancolia e o desespero da personagem foram muito bem construídos pela autora. Você consegue entender o que se passa com ela com uma facilidade absurda. Não é só uma mocinha lutando por um bem maior, ela é uma garota assustada com o próprio poder, mas ansiosa por usá-lo. Uma órfã solitária buscando conciliar suas escolhas ao cenário caótico em que se encontra. Uma menina apaixonada tentando se segurar ao amor que sente pelo rastreador, mas vendo esse sentimento escorregar porque nenhum dos dois é o mesmo de antes.
Não me importa se pensam que sou uma Santa, uma idiota ou a puta do Darkling. Se querem permanecer no Pequeno Palácio, terão de me seguir. E se não gostarem da ideia, vocês partirão hoje à noite, ou irei acorrentá-los. Eu sou um soldado. Sou a Conjuradora do Sol. E sou a única chance que vocês têm.
Doeu, mas eu AMEI ver esse conflito de interesses entre eles. Maly está ali pela Alina e Alina está ali para liderar o Segundo Exército, para salvar o seu povo. É dolorosamente lindo como a Leigh trabalha esse afastamento entre os dois, principalmente depois do fim de Sombra e Ossos e do óbvio fato de que eles são endgame. PORQUE SE ELES NÃO FOREM ENDGAME EU MATO ALGUÉM!

"Não, Alina. Você veio para cá por Ravka. Pelo pássaro de fogo. Para liderar o segundo Exército." Ele bateu com um dedo no sol sobre o seu coração. "Eu vim aqui por você. Você é minha bandeira. Você é minha nação."
E o Maly só ficou mais amorzinho nesse livro. Em alguns momentos eu queria socar a cara dele, confesso, mas o personagem é muito real. Entre tantos conjuradores e príncipes e reis, o rastreador é o humano que não pediu nada daquela vida, mas aceitou vivê-la se essa é a escolha da garota que ele ama. O que esse livro mostra, no entanto, é que essas escolhas são poderosas e perigosas e cada personagem vê as mudanças que surgem com elas de uma maneira. Para o Maly, não é muito bom. O Maly que eu imaginava como o Liam Hemsworth e a cada cena de quebrar o coração só me fazia querer rolar no chão e ABRAÇAR ELE E PROMETER QUE TUDO VAI FICAR BEM!

NA CENA EM QUE ELE ABRAÇA A ALINA E PERGUNTA 'QUEM SOU EU': ME AFOGUEI NAS LÁGRIMAS.


Nikolai foi um dos novos personagens que chegou chegando! Me apaixonei pelo príncipe desde o primeiro momento em que ele apareceu e suspeitei que tanto amor não devia ser a toa; CLARO QUE EU NÃO ESTAVA ERRADA ASJKFIBASUOGBASUOGBSAUO Nikolai é amor é vida é a pessoa mais egocêntrica e querida que eu já li em muito tempo! O humor dele é maravilhoso e o fato de ser um príncipe buscando o bem do seu reino acima de tudo me conquistou por completo. Ele tem seus momentos de fraqueza, claro, e a Leigh descreve isso muito bem pelos olhos da Alina. Como num momento ele é o cara sarcástico e no outro ele é só o segundo filho do rei sem direitos sobre o trono tentando conseguir algo impossível.
"Sua majestade."
"Nikolai", ele corrigiu. "Mas também respondo se me chamarem de 'querido' ou 'lindão'.
Ele tem uma química especial com a Alina e me fez shippá-los por várias cenas e durante vários capítulos. Apesar de Maly/Alina ser o ship que rege meu coração, Nikolai/Alina ganhou um espaço ali também.


QUEM PERDEU UM ESPAÇO NO MEU CORAÇÃO FOI O DARKLING! Ele é poderoso, ele é foda, ele é maravilhosamente incrível e me causa arrepios ler as cenas em que a Alina descreve seus olhos ou seus trejeitos e etc, MAS ELE PERDEU O MEU AMOR! Esperava um Aaron Warner da vida pelo tanto que o Tumblr dedica de amor a ele, mas me decepcionei. Só encontrei um maluco obcecado por poder, abusivo que não merece redenção nenhuma. Quero que o Maly ou a Alina chute seu traseiro no fim da trilogia!

Os conflitos foram incríveis. Não só Nikolai como os gêmeos Tolya e Tamar me conquistaram absurdamente. APESAR DE UMA COISA QUE ROLOU LÁ NO FINAL eu amo forte aqueles dois e espero que ambos sobrevivam ao terceiro livro; porque sabe né? Terceiro livro sempre morre alguém que eu amo.


Adorei a sequência final e a batalha e como a Alina foi poderosa em suas decisões e como AQUELA CENA FINAL ACABOU COMIGO! Mas ok, eu tenho fé, o nome do último volume e a capa e etc, tudo sugere que a minha baby vai sambar de salto agulha na cara daquele Darkling uma vez mais.


Se ainda não começou a Trilogia Grisha CORRE PORQUE TÁ PERDENDO COISA BOA! O último volume já está a venda e eu já li e JKASNFASBGUOAGA o que a Leigh fez no final. Aguardem pela resenha!


Título original: Grisha Trilogy, vol. 2 - Siege and Storm
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Gênero: Dark fantasy
Nota: 5

Saiba mais: Skoob | Saraiva
Leia também: Trilogia Grisha, vol. 1 - Sombra e Ossos 

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

8 comentários:

  1. Que capa mais liiinda! Nossa, só isso já da uma vontade gigante de abrir o livro e mergulhar nele né haha ainda não li o primeiro volume dessa série, mas pela leve quantidade de surtos acho que esse livro neem é bom hahahaha e isso que o 2° não costuma ser melhor que o 1°, então é sinal de que a autora escreveu uma obra ótima mesmo! :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo sobre séries no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      A capa é maravilhosa né? As artes da trilogia estão no meu pódio de 'capas favoritas' pra sempre! ASUHASUHUHASUHASUHASUHAS uma capa maravilhosa sempre ajuda, realmente.
      E ai você descobre que o conteúdo do livro é tão bom quanto e <3
      Menina, pois é! O primeiro é excelente, o segundo é ótimo e o terceiro é ARRASADOR. Leigh tá de parabéns *----*
      Obrigada pela visita!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. Gente, a capa é maravilhosa!
    E esse ship aí parece sensacional!

    Tentarei comprar, porém estou com uma ressaca literária e NÃO CONSIGO LER NADA!!!!*chora*

    Amei a resenha, Dê <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O SHIP É MINHA VIDA ASJKFASUOBGAUOBGSUOGA I CAN'T EVEN
      A ressaca não passou ainda? DDDDD: é difícil quando essa nuvem sombria está sobre nós, mas tomara que ela se vá logo ç_ç
      Obrigada pelo comentário, flor!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Nossa, mas uma série que fiquei com vontade de ler por causa da sua resenha. Achei as capas dos livros muito lindas e parece que vou gostar da história. E quando o segundo livro é bom assim como você diz significa que vale a pena mesmo, pois os livros do meio costumam ser chatinhos... Anotada a Trilogia para compra.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh que bom que a resenha te deixou curiosa! *O* essa trilogia é mara mara mara MESMO, indico loucamente.
      Pois é, livro do meio usualmente é zzzZZ mas Sol e Tormenta está beem longe disso. Só não supera o terceiro porque aquele final foi destruidor, positivamente falando, claro.
      Obrigada pela visita!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  4. Oi Denise!

    Primeiramente gostei muitooooo da resenha, tentei dar uns migués nos spoilers e não estragou minha futura leitura não, muito bom!

    Preciso continuar o primeiro livro urgentemente, SOCORRO, porque o segundo pareceu arrematador. Novos personagens, a evolução dos já presentes no primeiro livro. Uma pena que o darkling ficou chato, eu acho ele TÃO MAIS TÃO SECQUISSYH :X

    Agora é esperar pra ler, devorar o primeiro e pegar o segundo (que ja tenho!)
    Pra finalizar, as capas são perfeitas né??

    Beijooooooo super curti a resenha!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila!
      Controlei os spoilers o máximo que consegui, bom saber que não escapou nenhum!
      ASJKUIBGAUOGBAUOGASUOA MENINA VOCÊ PRECISA. O segundo livro pega tudo do primeiro que estava maravilhoso e deixa melhor ainda. E a nova trama, os novos personagens, NIKOLAJ ASKJFABUIGBAUOABUOASGBUOSGBAUASGB
      Pois é, o Darkling... Eu não simpatizava muito com ele no primeiro, mas nesse, argh G_G morre, diabo.
      As capas são um show a parte, eu baaabo demais nelas o_o
      Obrigada pela visita!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!