Resenha: Rubi de Sangue



Moira Black embarca no Espírito de Gelo para tentar resgatar seu pai enquanto participa de uma caça ao maior tesouro de todos os tempos, mas é o leitor quem vive a mais grata das aventuras. Rubi de Sangue é um romance da escritora Denise Flaibam, autora de A profecia de Mídria e A fortaleza do Dragão, e eu te convido a velejar por mares desconhecidos e enfrentar a maldição dos deuses.

Sinopse: Arabella Snow é o tipo de mulher que encanta e arrebata; desbravadora de mares, caçadora de tesouros, conquista riquezas e corações no decorrer de um suspiro. É a domadora do oceano, uma das piratas mais famosas de todos os tempos. Mas ela não passa de uma personagem dentro dos livros que Moira não se cansa de ler. Em toda a sua vida, Moira Black sonhou em ser como sua heroína. A ingênua garota vive numa realidade monótona e previsível, cercada por nobres e suas máscaras de frivolidade. Mas algo maior está reservado para a doce garota dos olhos de tempestade: Moira está ligada a lenda de um tesouro. O relicário deixado por sua mãe tem laços com uma desconhecida maldição, e para descobrir os mistérios que se escondem junto ao rubi de sangue, Moira mergulhará num universo pertencente somente aos seus livros: o mundo da pirataria. Mas a vida real não é tão simples quanto às aventuras que decorreram nas páginas que Moira idolatrava. Para salvar seu pai, a jovem precisará exigir de si mesma a coragem que tanto admira em Arabella Snow. Se ela quiser sobreviver a essa viagem, precisará ser uma pirata melhor do que sua maior heroína.
Como a sinopse já nos conta, a protagonista da história é uma garota normal que sonha em ter uma vida repleta de aventuras. Graças a seus livros, onde a destemida capitã Arabella Snow desbrava oceanos e leva uma vida repleta de emoção, a garota fantasia sobre o mundo da pirataria. Mas o que Moira vai descobrir é que o mundo real é muito mais assustador.

Rubi de Sangue começa com Moira levando sua vida na pacata cidade de Esperança, onde mora com o pai John e tem como única amiga a senhora Lucy, responsável por suas aulas de etiqueta e tentar fazer da garota uma dama. Ou ao menos alguém menos avoada. A cidade porém logo se agita com a chegada do filho do Comodoro Aragon, pois o jovem é um ótimo partido. Moira também fica feliz com a notícia, mas não pelos mesmos motivos. Ainda crianças ela e Armand, o filho do Comodoro, tiveram um encontro do qual nasceu um sentimento de compreensão e carinho, e também uma grande amizade. Foi essa lembrança que colocou um sorriso em seu rosto quando avistou Armand depois de tantos anos, e não o fato de ele ter se tornado um jovem lindo ou o modo como a presença dele fazia com ela sentisse seu corpo formigar e as bochechas ficarem coradas sem motivo aparente.

- O prazer é todo meu. – Ele segurou sua mão e, mesmo estando coberta por uma luva, Moira sentiu um estranho calafrio subir por seu braço.

O que poderia ter sido uma noite linda e o início de um belo romance, no entanto, é atrapalhado por um ataque. Mas não é um simples ataque, o homem por trás dos bombardeios é o temido capitão Blackburn, e como sempre tudo o que se segue a figura deste monstro é sangue e destruição. É em meio aos ataques que Armand e Moira se separam, ele parte para enfrentar o pirata e ela em uma busca pelo pai. 

Com um aviso do seu pai para que procurasse abrigo com Terence, um amigo da família, Moira foge para longe dos ataques. O que ela não esperava é que ao voltar no dia seguinte ele tivesse sido levado pelos piratas. Sem saber o motivo dos ataques ou por do sequestro, Moira precisa confiar em Terence para mantê-la em segurança e ajudá-la a salvar seu pai. 

É com esse pensamento que a jovem deixa pra trás a cidade de Esperança e tudo o que conhecia, para subir a bordo do navio Espírito de Gelo e navegar em busca da cidade amaldiçoada. Tudo isso porque Terence a leva de encontro ao capitão Sebastian Stark, com quem Moira descobre que o relicário deixado  de presente por sua mãe já falecida é na verdade o Rubi de Sangue e faz parte do mapa que leva ao maior tesouro da humanidade. Tesouro este que seu pai deixou coordenadas para que ela buscasse, e ao qual o capitão Stark procura por anos.

- Sua mãe lhe deixou esse colar mais do que como uma lembrança, Moira – o homem explicou. Denotava a calma que Moira desejava recuperar. Sentia-se desequilibrada quando perdia a paciência, fora de si o suficiente para agir sem pensar. – Ele tem a ver com uma antiga lenda dos sete mares... Uma lenda não. Uma história, porque é real. Ela pesquisou muito sobre isso. Falava sobre um tesouro.

Denise Flaibam tem uma escrita que faz com que você não queira largar o livro nem por um segundo, principalmente a partir do momento em que eles finalmente iniciam a busca pelo tesouro. O livro é repleto de mistérios como o Rubi de Sangue e as provas que eles precisam passar para chegar até seu objetivo, mas também tem muito romance e o ponto alto da história e da escrita: os personagens. É impossível não se apaixonar pelos personagens da Denise e se envolver nessa jornada com eles.

Moira, como já dito antes, é uma menina sonhadora que embarca nessa busca por seu pai. No decorrer do livro o que mais importa para ela não é escolher quem será o seu herói, mas sim aprender a ser sua própria heroína. A personagem tem um crescimento imenso, impossível não notar e se empolgar com isso. Armand, por sua vez, é um jovem de coração puro e que é capaz de tudo para ajudar aqueles a quem ama. Se eu tivesse de escolher apenas um personagem de toda a tripulação que merecesse ser feliz, este personagem seria ele. 

Stark era tempestade, Armand era calmaria. E Moira estava à deriva entre os dois, incerta sobre o seu destino.

Do outro lado deste triângulo amoroso temos o capitão Sebastian Stark, dono de íris elétricas que confundem e enlouquecem nossa protagonista. Sebastian tem um passado sombrio, é um homem de muitas cicatrizes, mas um coração inocente e apaixonado pode fazer com que o capitão coloque seu próprio coração em risco novamente. Sua primeira imediata, Tamina Queen, é desconfiada e evasiva. Faz uso de palavras e expressões duras tanto quanto de sua arma e espada para se defender, pois, assim como seu capitão, já foi muito machucada no passado. 



Mas o que seria de uma aventura sem seus vilões? Blackburn deixa como rastro a carnificina por onde passa, seu rosto vive encoberto em sombras e por isso nunca foi visto por uma única alma viva, há quem acredite que ele seja o próprio Davvy Jones. O capitão do Tormenta das Águas está em busca do mesmo tesouro que Moira e Stark, e não vai poupar esforços para alcançá-lo. James Carter, seu contramestre, é a prova viva disto. Agora a bordo do Espírito de Gelo, James pode ser ou não um traidor infiltrado por Blackburn, apenas à espera da hora certa para atacar.

– O nome do navio é Tormenta das Águas, mas pouco se sabe sobre a sua tripulação. Homens cruéis e desalmados passeiam por aquele convés, foi o que ouvi falar. Do seu capitão, só se conhece seu sobrenome: Blackburn. – a pronúncia acabou soando mais forte do que o pretendido e, não surpreendentemente, Moira sentiu seus braços se arrepiando. Parecia a reação esperada ao se pronunciar o nome de um demônio. Talvez ele fosse algo do tipo. Um capitão tão mal quanto o próprio anjo caído.
Completando a história ainda temos Terence, Iolanda, uma velha xamã que esta usando seus conhecimentos para ajudar os piratas a completarem a missão e Tobias, um jovenzinho que é criado por Sebastian e Tamina como se fosse um filho. Como eu disso, é impossível não se apaixonar.

Com romances de tirar o fôlego e um plot twist capaz de fazer sua cabeça explodir, Rubi de Sangue é um livro que você não vai se arrepender de ler. Piratas, maldições, sereias e tesouros proibidos; tudo isso junto em uma história que vai fazer com que, caso você não amasse a Denise Flaibam antes, você passe a amar.

Título: Rubi de Sangue
Autora: Denise Flaibam
Editora: ebook pela Amazon
Gênero: Romance, Fantasia
Nota: 5 +

Link para compra: Amazon

Share this:

, , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. RESENHA MARAVILHOSA!
    QUERO MUITO ESSE LIVRO. ALGUÉM ME AJUDA!!!!

    Já tô em prantos aqui.

    ResponderExcluir
  2. Oi Duda,
    tudo bem?
    Gostei muito da premissa do livro.
    Adorei a sua resenha <2
    Beijão,

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!