Resenha: Sussurros do País das Maravilhas


Sussurros do País das Maravilhas, spin-off da série O Lado Mais Sombrio traz três contos sobre os personagens que encantaram e emocionaram na trilogia original. O Menino na Teia, A Mariposa no Espelho e Seis Coisas Impossíveis falam sobre o passado e o futuro das figuras que conquistaram meu coração, e é uma leitura extremamente válida para todos que se apaixonaram por essa recontagem das aventuras de Alice.

Sinopse: Alyssa Gardner entrou na toca do coelho para assumir o controle do seu destino. Ela sobreviveu à batalha pelo País das Maravilhas e pelo seu coração. No conto O Menino Na Teia, a mãe de Alyssa relembra o período em que viveu no País das Maravilhas e resgatou o homem que se tornaria seu marido e pai de sua filha. No A Mariposa No Espelho, conhecemos as lembranças de Morfeu, de quando ele mergulhou nas memórias de Jeb para descobrir os segredos dele e tentar ganhar, de uma vez por todas, o disputado coração de Alyssa. No Seis Coisas Impossíveis, Alyssa revive os momentos mais preciosos de sua vida após Qualquer outro lugar, e sobre o papel mágico que desempenhou para preservar a felicidade daqueles que ela ama. Neste livro você encontrará três contos de lembranças inéditas e inesquecíveis. Junte-se novamente aos personagens da série O Lado Mais Sombrio e embarque no fantástico mundo do País das Maravilhas.

Por se tratar de contos bem específicos sobre os personagens, vou me conter ao máximo nas informações para não revelar nenhum spoiler a você que está lendo ou se interessa a ler essa trilogia - e, sério, faça isso. Vale muito a pena!


O Menino na Teia é sobre o passado. Mais especificamente, sobre o passado da mãe da Alyssa. Sabemos que ela tem ligação com o País das Maravilhas tanto quanto a filha e todas as herdeiras do sangue mágico da primeira Alice, e também sabemos sobre a sua loucura ao refrear essa magia. Depois dos acontecimentos do terceiro livro, a mãe de Alyssa escolhe confrontar algumas lembranças específicas do seu passado, as coisas que fizeram dela quem é, que trouxeram sua filha ao mundo.

- Não importa se sou louca, desde que minha loucura me ajude a sobreviver.

O conto é bastante esclarecedor para quem queria saber mais sobre os pais da protagonista da série, e eu achei muito interessante conhecer um pouquinho sobre os acontecimentos que os uniram. Ambos se conheceram graças ao País das Maravilhas, sendo Alison a responsável para isso acontecer. A sensibilidade e a fragilidade dessa personagem me foram muito queridas em tão poucas páginas, e a emoção de entendê-la melhor, e entender o seu amor e seus receios, fez desse conto o meu segundo favorito.


A Mariposa no Espelho acontece através de Morfeu. Tencionando entender Jeb e suas motivações e sentimentos por Alyssa, a mariposa manipuladora que é Morfeu atravessa algumas lembranças do rapaz.

As emoções humanas eram coisas imprevisíveis e poderosas.

Esse conto foi o mais nhé para mim porque o foco principal recaiu sobre Jeb. E, caso não tenha conferido minhas resenhas dos outros livros da série: eu não gosto do Jeb. Ele é pintado como bom moço e interesse amoroso fofo, mas é bem controladorzinho e chato. Suas motivações em nada me tocaram, e eu só queria que o conto acabasse ou voltasse a focar no Morfeu para que eu pudesse escapar daquela sina que era aguentar as lembranças do Jeb, independente de ele ter ajudado nos problemas que Alyssa enfrentou no último livro.


Por fim, o meu favorito, aquele que me deixou pulando no sofá: Seis Coisas Impossíveis.

Alyssa encontra o seu destino no País das Maravilhas, e como isso acontece é mágico. Ela se encontra em Morfeu, também, e o amor deles é um coisa caótica e apaixonante e arrebatadora. Quando isso acontece, não vou dizer, mas parabenizo a A.G. Howard por ter conseguido fechar um triângulo amoroso que, em um primeiro momento parecia clichê, mas acabou se provando um dos mais bem desenvolvidos que já li.

Estendo a mão e pego uma estrela. Ela efervesce na minha mão antes de se transformar em poeira brilhante.

Para ajudar Alyssa em um momento difícil, Morfeu a guia através de três lembranças importantes, mostrando o que há de mais rico e vivo e incrível na loucura do País das Maravilhas. Durante o conto, a nostalgia de ver o casal se aproximando e se envolvendo e se mostrando o tipo de amor que poderia salvar aquele mundo do pandemônio me emocionou o bastante para que eu chorasse ao fim dele.


É difícil falar muito sobre os contos sem revelar o que acontece neles. E, acredite, especialmente se tratando do último, eu queria gritar e rolar no chão porque ela me deu tanto fanservice que parecia Natal. Tudo o que eu pedi aos deuses estava ali, de presente para mim! Mesmo a participação do Jeb nesse conto me deixou emocionada, para vocês sentirem o nível do meu surto.


A narrativa continua a mesma da trilogia, não se perdendo em devaneios desnecessários, mas bastante honestos ao tom dos livros. As sombras sinistras do mundo de Carroll reimaginado estão ali, junto à magia esquisita tão característica dos intraterrenos. Reler os personagens traz aquela sensação de saudade que o fim da série deixou, especialmente Morfeu e Alyssa, meus queridinhos preciosos.

- Você é Alyssa Victoria Gardner, a menina que partiu a pedra com uma pena e cruzou a floresta num só passo. Você teve o oceano na palma da mão, você mudou o futuro com a ponta do dedo.


Sussurros do País das Maravilhas é, obviamente, um livro para fãs. A própria A.G. Howard dedicou aos fãs. É uma leitura muito interessante e esclarecedora com muitas coisas impossíveis e críveis que vai te arrastar de volta à magia caótica e apaixonante do País das Maravilhas.

Título Original: Untamed
Autora: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito
Gênero: Fantasia 
Nota: 5

Saiba Mais: Skoob | Saraiva | Buscapé

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Oi Denise, primeiramente eu achei as capas dessa série a coisa mais linda! Eles arrasaram na edição e isso foi o que mais chamou minha atenção. Claro que a história me interessa também né (rsrsrs).
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila!
      Menina, sim. As capas são divinaaas, eu babo nelas toda vez que mexo na estante. E combinam muito com o clima da série <3
      Vale muito a pena conferir!

      Beijos,
      Denise Flaibam.

      Excluir
  2. Olá,

    Vou dizer que me apaixonei por esses livros e fiquei triste ao ler as ultimas paginas do ultimo livro e saber que acabou. Com certeza irei comprar esse livro com contos para reviver um pouquinho mais os personagens. As capas realmente são lindas, a única que me decepcionou foi a de Morfeu. Achei que ele esta parecendo um boneco empalhado e não o galã sedutor que é descrito nos livros. Sobre seu ódio por Jeb, vou dizer que sou totalmente o oposto. Apesar de no primeiro livro ser agoniante ele querer controlar tudo o que ela faz pra protege-la, ele ainda é meu par favorito para Alyssa. E eu tenho bastante ódio do Morfeu. Ate desejei que ela deixasse ele morrer quando foi atacado pela irmã dois, mas no finzinho começo a gostar dele. Apesar de todas as vezes que ele colocou a vida dela em risco. Estou torcendo para que façam um filme dessa trilogia.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!