Maratona #MulheresdaLiteraura: 8 Sci-Fi escritos por Mulheres

Maratona #MulheresdaLiteratura: 8 Livros de Alta Fantasia

1. As Crônicas Lunares - Marissa Meyer
Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.


Certamente uma das melhores sagas de ficção científica que já foi escrita, é constantemente confundida como romance só pela releitura dos contos de fadas clássicos, mas não se engane: tem muito sci-fi aqui. Ciborgues, robôs, inteligências artificiais, viagens através da galáxia, uma nave e um personagem que poderia muito bem ser o Han Solo em outro universo, as Crônicas Lunares valem a leitura. A sequência de livros é: Cinder, Scarlet, Cress e Winter, respectivamente.
Editora: Rocco
Páginas: 448
Ano: 2013

2. A Mão Esquerda da Escuridão - Ursula K. Leguin
Genly é um estranho vivendo em outro mundo. Sua missão é convencer as pessoas desse lugar a se unirem a uma grande comunidade universal, mas há muitas diferenças. São outros costumes, outras lendas e percepções. Genly está numa terra única, na qual homens e mulheres existem juntos, dentro de cada indivíduo. Onde qualquer um pode ter filhos, pode ser pai e pode ser mãe. No gelado mundo chamado Inverno, ele terá de esquecer tudo o que sabia até agora e começar uma jornada de conhecimento, tolerância e descoberta. E desvendar os significados da "mão esquerda da escuridão".
Ursula K. Leguin é uma lenda viva. Literalmente, ela foi reconhecida pela Biblioteca do Congresso como uma lenda viva! Já recebeumais prêmios do que qualquer outro escritor  na vida (4 Nebulas, dois Hugos e 19 Locus Awards), sem contar a indicação para aquele prêmio minusculo chamado PRÊMIO PULITZER DE FICÇÃO. E sabe quando ela começou a fazer isso? Lá na déca de 60! Pioneira. A Mão Esquerda da Escuridão é tido como um livro que foge dos arquetipos de sci-fi e levanta algumas discussão bastante atuais.
Editora: Aleph
Páginas: 296
Ano: 2014
Onde Comprar

3. Corpo Estranho - M.T.S Dörrenberg
Corpo Estranho, de M. T. S. Dörrenberg, conta a história de Mear, um ciborgue construído para atuar numa exposição em Berlim. Ao conhecer uma mulher chamada O., Mear sai em uma jornada pelo tempo e espaço em busca de respostas sobre a composição do corpo. Ele pode se transformar na figura que quiser, viajar no tempo e entender qualquer forma de comunicação. Essas habilidades têm por finalidade permitir que o ciborgue se desenvolva no mundo humano, iniciando uma geração de novos seres.

Corpo Estranho é um livro que nasceu de uma pesquisa academica e foi transformado em uma ficção que explora e reflete sobre o significado de ser humano. A proposta do livro de Maria Teresa é explanar e quebrar pré-conceitos a respeito do que é arte e o papel da tecnologia em novos conceitos de arte -- tudo isso enquanto um ciborgue viaja pelo tempo e espaço, encontrando diferentes figuras artísticas e históricas para esclarecer sua jornada.
Editora: Empíreo
Páginas: 304
Ano: 2016
Onde Comprar


4. Frankenstein - Mary Shelley
A princípio, tratava-se de um pequeno conto sobre um jovem estudante suíço que ambicionava criar um ser ideal, injetando vida a um corpo morto. Mais tarde, transformado em romance, tornou-se um marco na literatura do gênero. Frankenstein ou o Moderno Prometeu (Frankenstein; or the Modern Prometheus, no original em inglês), mais conhecido simplesmente por Frankenstein, é um romance de terror gótico com inspirações do movimento romântico, de autoria de Mary Shelley, escritora britânica nascida em Londres. O romance relata a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências naturais que constrói um monstro em seu laboratório. Mary Shelley escreveu a história quando tinha apenas 19 anos, entre 1816 e 1817, e a obra foi primeiramente publicada em 1818, sem crédito para a autora na primeira edição. Atualmente costuma-se considerar a versão revisada da terceira edição do livro, publicada em 1831, como a definitiva. O romance obteve grande sucesso e gerou todo um novo gênero de horror, tendo grande influência na literatura e cultura popular ocidental.
Um dos maiores nomes da ficção científica (aliás, seu livro é considerado o primeiro sci-fi ever), e certamente uma das mulheres mais poderosas da literatura, Mary Shelley criou uma história que atravessou gerações até a imortalidade. Frankenstein é uma das obras primas inestimáveis e inesquecíveis, e merece seu lugar de destaque por ter sido pioneira, provando que um gênero tipo como "masculino" foi, na verdade, "criado" por uma mulher.
Editora: DarkSide
Páginas: 304
Ano: 2017

5. Star Wars: A Armadilha do Paraíso - A. C. Crispin
Depois de uma infância de maus tratos e abandono, o jovem Han Solo finalmente foge das garras de um grupo de contrabandistas para seguir seu sonho de se tornar um grande piloto. Mas a realidade de exploração e injustiça nem sempre é fácil de ser deixada para trás, e seu novo emprego em Ylesia, um retiro para peregrinos religiosos, revela não ser o paraíso que os sacerdotes anunciam. Han precisará de toda a sua malícia e a sua astúcia para sobreviver às armadilhas em seu caminho, sejam as de contrabandistas inescrupulosos ou as de falsos profetas e seus interesses escusos. Nesta clássica e aclamada trilogia, A. C. Crispin conta a história da origem de um dos mais cativantes personagens de STAR WARS, da infância de Han Solo a bordo de uma nave até o momento em que seu destino se cruza com o dos últimos Jedi da galáxia.

Esse é o primeiro livro da trilogia Han Solo, que conta o passado de um dos personagens mais icônicos da saga. A. C. Crispin escreveu muitos títulos do universo expandido de Star Wars, além de outros universos famosos, tal como Star Trek. Publicado pela Aleph, Armadilha do Paraíso tem muita nostalgia para quem quer entender mais sobre quem era Han Solo antes de ser Han Solo.
Editora: Aleph
Páginas: 356
Ano: 2016



6. Star Wars: Estrelas Perdidas - Claudia Grey

Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos?Através dos pontos de vista de Ciena e Thane, você acompanhará os principais acontecimentos desde o surgimento da Rebelião até a queda do Império de um jeito absolutamente original e envolvente. O livro relata, ainda, eventos inéditos que se passam depois do episódio VI, O retorno de Jedi, e traz pistas sobre o episódio VII, O despertar da Força!

Um dos primeiros livros do novo cânone lançado após o anúncio de O Despertar da Força, Estrelas Perdidas fala sobre dois jovens cadetes apaixonados pela ideia de servir o Império. A protagonista se encontra na ordem e no equilíbrio do governo intergaláctico, mas o rapaz prefere a rebeldia, juntando-se à Aliança. É um romance tanto quanto é uma ficção científica, pois trabalha muito com a ideia dos pilotos e das suas vidas em cantos distantes da galáxia.
Editora: Seguinte
Páginas: 448
Ano: 2015

7. Mil Pedaços de Você - Claudia Grey

Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas. Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir.Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois?Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?

A Claudia meio que já se assentou sobre a ficção científica, e tem uma ótima mão para trabalhar histórias do tipo. Mil Pedaços de Você se encaixa mais como Ficção Especulativa pelo fato de lidar com multiversos - que é uma coisa bem possível dentro da ciência, mas ainda não foi totalmente comprovado como real. Se você escolhe dar um passo para a direita na sua realidade, a outra você em uma dimensão paralela escolheu se mover para a esquerda, e tudo isso pode alterar os rumos da sua história. É o famoso efeito borboleta.
Editora: Agir Now
Páginas: 288
Ano: 2015



8. Sentinela - Thais Lopes

Desde sua criação, ninguém atravessara os portões do Reino C'erit. Ninguém sabia o que acontecia por trás deles, ou qual havia sido o destino das pessoas que, tempos atrás, haviam se isolado ali para construir um novo lar. Por isto, até mesmo os Guardiões se surpreendem com a chegada de uma mensagem.Quando a Arqui-Guardiã Aíla é enviada em resposta ao chamado, ela não faz ideia do que vai encontrar. Mas nem mesmo uma vida inteira na cidade-fortaleza dos Guardiões poderia prepará-la para o que precisará enfrentar: traição, uma nova ameaça à Ordem, e um homem capaz de abalá-la.


Sentinela é o primeiro livro da quadrilogia Crônicas de Tairan. Escrito pela autora nacional Thais Lopes, essa série tem grande inspiração em Star Wars e outros nomes grandiosos da ficção científica/ópera espacial que deram tanto destaque a esse gênero.

Editora: Senhor da Lenda
Páginas: 299
Ano: 2015

Share this:

, , , , , , ,

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Oi Bibs, tudo bem? :D
    Apesar de ter o livro Mil Pedaços de Você, ainda não consegui lê-lo. Estou atrasada com as leituras - como sempre né (rsrsrs). Eu tenho curiosidade quanto As Crônicas Lunares.
    Beijos
    [SORTEIO]Baile Literário
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveita a maratona literária das mulheres da literatura e começa logo Mil Pedaços de Você ;) Não vai se arrepender!

      bjs

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!