Controle Remoto: Nossa Último Verão

  • 09:00
  • 27.6.19
  • Controle Remoto: Nossa Último Verão

    Finalmente assisti Nosso Último Verão (The Last Summer), filme adolescente da Netflix que entrou no catálogo no começo de junho e conta com KJ Apa (Riverdale), Maia Mitchell (The Fosters) e Tyler Posey (Teen Wolf) no elenco.

    O filme traz a história do último verão de uma turma de amigos antes de entrarem na faculdade, tentando descobrir o que fazer com seus relacionamentos, como lidar com as expectativas com o futuro e a oportunidade de se redefinir. Enquanto Griff e Phoebe estão apenas começando um romance, Erin e Alec querem evitar corações partidos encerrando o seu antes de irem para a universidade. Chad e Reece querem uma chance de ser mais do que o rótulo do colegial, Foster quer correr atrás do tempo perdido, enquanto Audrey precisa descobrir como reajustar suas expectativas com a universidade.

    Controle Remoto: Nossa Último Verão
    Controle Remoto: Nossa Último Verão

    Nosso Último Verão é uma história bem leve, do tipo que conversa com praticamente todo mundo que tem mais de 16 anos, como a maioria dos YA's. É a história mais velha do mundo, sobre caminhar por aquela tênue linha entre adolescência e vida adulta e todas as expectativas que vem com isso.

    Confesso que eu esperava bem mais do filme, especialmente sendo tão fã de histórias teen, mas ainda assim gostei bastante do filme. Especialmente do arco de Audrey. Ela foi uma personagem com a qual eu consegui me identificar muito e a jornada de auto-descobrimento dela foi muito legal. Nosso Último Verão foi a primeira história adolescente que eu vi discutir o que é sucesso e como isso é algo que muda de pessoa para pessoa.

    Controle Remoto: Nossa Último Verão

    Por menor que tenha sido essa discussão, achei muito válida. A gente cresce achando que existe esse roteiro pre-definido de como a nossa vida deveria ser, e quando não conseguimos checar todas as caixinhas desse roteiro, sentimos que falhamos. E uma pressão dessa, ainda mais na adolescência, pode ser bastante prejudicial - uma discussão que Cidades de Papel tentou trazer a tona, também. Por isso gostei muito de levantarem esse ponto.

    No mais, acabei gostando mais dos arcos dos personagens secundários do que dos principais, Griff e Phoebe, mas como um todo foi um filme bem feito, com um roteiro legal e boas atuações. Perfeito para um sábado a tarde de bobeira. Assista o trailer de Nosso Último Verão abaixo e depois corre para adicionar na sua lista da Netflix.

    1. Oi, Bibs

      Ainda não assisti ao filme, mas coloquei ele na minha lista assim que entrou no catálogo. Só de não ter o Noah Centineo já me agrada! Hahahah E eu adoro a Halston, e por mais basicão que seja o enredo, acho válido mostrar essa mudança entre a adolescência e a vida adulta, muitas vezes não é tão fácil lidar com ela. Qualquer dia desses eu assisto.

      Beijos
      - Tami
      https://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    2. Oi, Bianca!

      Eu assisti a esse filme no final de uma noite sem mais nada o que fazer, sem nem esperar nada. Gostei, foi bom pra passar o tempo, mas não é mesmo nenhum filmaço favorito hahaha mas eu me surpreendi com como ele passa rápido! Eu achei que tinha visto meia hora de filme e pá! acabou hauhauha isso é ótimo!

      beijos,
      renatavarelaescreve.blogspot.com

      ResponderExcluir
    3. Olá, Bianca.
      Eu não sou muito de assistir filmes nesse estilo. Mas de vez em quando eu assisto hehe. Achei interessante o tema debatido porque é bem isso mesmo que você falou. Depois temos adultos frustados porque não conseguiu ser o que se esperava deles.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    4. Oi Bi!
      Ainda nao vi mas ta marcado na lista. Achei o trailer bom e a premissa interessante. Me vejo sofrido quando acabar. Eu sempre fixo com filmes de romance.

      Abraços
      David
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    5. to gostando mt de ver esse tipo de filme mais leve no Netflix, vou procurar esse no final de semana

      www.tofucolorido.com.br
      www.facebook.com/blogtofucolorido

      ResponderExcluir
    6. Eu não lembro dessa pressão em cidades de papel sobre a adolescência e eu li o livro todo e assisti o filme, só achei um romance normal, onde a garota é meio problemática pra ficar criando puras, mas... enfim....esse parece um filme legal, logo mais eu assisto. É uma pena que eu estou sem netflix atualmente e não sei se vou encontrar em outro lugar.

      Me visita? tecka fanfics

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ficar criando problemas pro cara resolver***corrijo

        Excluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.