Controle Remoto: Virgin River

  • 09:31
  • 14 de jan. de 2020
  • Controle Remoto: Virgin River

    Virgin River é uma das séries originais mais recentes da Netflix e tem absolutamente tudo que eu mais amo: personagens sofredores, muito angst para os ships e uma trama dramática que se desenrola aos poucos.

    Mel chega a pequena cidade de Virgin River, na Califórnia, esperando encontrar um recomeço, após lidar com algumas tragédias pessoais. Mas assim que põe os pés na cidade seu carro fica preso em uma vala, a casa que lhe foi prometida está caindo aos pedaços e o médico da cidade, com o qual deveria trabalhar, nem quer saber da ajuda dela.

    No entanto, com a ajuda de Jack, o dono de um bar local, e Hope, a prefeita da cidade, Mel começa a focar no que realmente foi fazer ali: servir como enfermeira e ajudar a população, e colocar distãncia entre si mesma e o doloroso passado que deixou em Los Angeles - mesmo que sua irmã, Joey, continue insistindo para que ela volte para casa.

    Virgin River foi uma baita surpresa nesses últimos dias de 2019. Por mais que a história lembre um pouco Hart of Dixie (meu eterno xodó médico), a série tem uma carga emocional bem mais, caminhos mais dramáticos e relacionamentos ainda mais complicados.

    Controle Remoto: Virgin River

    A Mel foi uma protagonista bem bacana de acompanhar, a jornada dela de buscar ajudar outros e reencontrar um propósito na vida não foi super dramática e nem cheia de surtos ou coisas do tipo. Ficou algo bem natural e a realístico.

    Também gostei muito de não existir nenhum tipo de instalove na história - entre nenhum dos casais que nos são apresentados. Tudo construído sobre uma base de interações, conversas e momentos que geram um desenvolvimento importante para dar tempo as personagens. Atração física não é confundida com amor ou paixão, e isso dita um ritmo bem legal para a série. Além, claro, de dar aquele angst delícia para a história.

    A pequena cidade de Virgin River também foge um pouco do lugar comum. Nós temos os grupos fofoqueiros, a personagem que se mete na vida de todo mundo - dividida entre amar e me irritar com a Hope, sempre - mas mesmo assim, tem uma carga diferente. A cidade não chega a ser um personagem em si, embora seja para onde todas as personagem convergem.

    Controle Remoto: Virgin River

    No mais, foi bem interessante acompanhar o desfecho da tragédia pessoal de Mel - que a gente acha que já sabe desde o começo, mas é mais complexa do que parece. Gostei muito dos arcos mais inusitados da história, principalmente os que envolvem os campos de plantação ilegal de maconha nas montanhas ao redor da cidade e os "pequenos casos do dia" que mantém a história em movimento.

    Virgin River foi uma baita surpresa e estou muito feliz com ela. Por enquanto apenas a primeira temporada está disponível, mas a Netflix já confirmou a segunda para o ano que vem. Alias, a série é baseada em uma série de livros com o mesmo nome, escritos pela norte-americana Robyn Carr (mas que ainda não foram publicados por aqui).

    1. Olá, Bianca.
      Já nem me incomodo mais com instalove, larguei mão. Mas quando não tem a gente comemora. Voltei a assinar a NetFlix recentemente e ainda não tinha visto ela. Vou colocar na minha lista.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    2. Oi, Bianca
      Não é o tipo de série que eu abro meu coração para assistir, e são poucas a que realmente gosto, mas eu gostei do enredo e com certeza vou indicar para alguns amigos.
      Beijo
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Logo logo vão publicar esses livros aqui... espera só
      Tenho uma amiga que assistiu e amou
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    4. Olá,
      Se não me engano, essa série é dos produtores de Chesapeake Shores da Hallmark, então fiquei bem curiosa pq imagino uma pegada parecida. E adoro os atores do elenco. Verei em breve.

      até mais,
      Canto Cultzíneo

      ResponderExcluir
    5. Oi
      Maratonei essa série logo que saiu, achei bem legal e leve, curti bastante.
      Ela é uma autora Harlequin <3
      Beijinhos
      Renata
      Escuta Essa | Facebook | Twitter | Instagram

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.