Resenha: A Luneta Âmbar

  • 09:00
  • 18 de ago. de 2020
  • Resenha: A Luneta Âmbar

    A Bússola de Ouro e A Faca Sutil foram ótimas leituras para mim no ano passado e, apesar de as resenhas daqui terem sido feitas por uma antiga colunista, resolvi trazer pra cá minha opinião sobre o último livro das Fronteiras do Universo, A Luneta Âmbar, e como foi uma despedida doce e maravilhosa para a história que o Philip Pullman criou.

    Sinopse: Will é o portador da faca sutil. Ele prometera ao pai, no leito de morte, que iria entregar a lâmina terrível ao Lorde Asriel. Está se aproximando uma guerra, a maior guerra de todos os tempos, e a lâmina é a única arma que pode render o inimigo. Um forasteiro num mundo estranho, Will começa sua jornada perigosa. Mas como pode cumprir a promessa quando Lyra, sua corajosa companheira, está desaparecida? Terceiro volume da trilogia Fronteiras do Universo.

    Essa resenha pode conter alguns spoilers pequenos dos livros anteriores.

    Depois de todas as provações pelas quais Will e Lyra passaram em sua jornada entre mundos, entendendo mais sobre a faca sutil e suas propriedades, é chegada a hora das revelações e de uma aguardada grande guerra. A profecia que ronda o nome de Lyra parece prestes a se cumprir, e os mundos se fundem numa corrida contra o tempo pelo domínio de tudo ou pela mudança de tudo que se conhece.

    Eu começo essa resenha dizendo o quanto fiquei fascinada por toda a construção de universo empregada por Pullman. O nível de grandiosidade e detalhes e o modo como tudo se encaixa e é importante no seu devido tempo mostram a perfeição que é a série Fronteiras do Universo; o quanto ela é impecável está tanto na simplicidade das coisas, como a existência dos dimons - que estão ali e simplesmente existem - ou na imensidão de detalhes maiores, como o Pó e sua importância para tudo.


    Resenha: A Luneta Âmbar

    A Luneta Âmbar é um livro grande, mais de 500 páginas, e serve como uma ponte entre os volumes anteriores e algo que está por vir. Uma mudança, um cataclismo, o fim ou o recomeço; não dá para saber ao certo, mas o tom da história te garante que algo vai acontecer. E mantém essa tensão durante todo o seu desenrolar.

    Tudo que podemos dizer é que uma ação é boa porque ajuda alguém, ou que é má porque prejudica. As pessoas são complicadas demais para terem rótulos simples.

    O começo foi um problema pra mim e por isso tirou uma estrela da nota final porque achei arrastado demais. A narrativa não é toda trabalhada na ação, os dois primeiros livros já me mostraram isso, mas aqui achei que as jornadas da Lyra e do Will - e dos demais personagens como a Sra. Coulter, lorde Asriel, Iorek e Mary - foram muito arrastadas até pro que já tinha me acostumado.

    Não dificultou e nem tirou minha curiosidade, só demorou mais para engatar na jornada que esse livro trazia.

    Fora isso, achei uma conclusão perfeita. Tem a dose certa de drama e ação, entrega um clímax carregado em revelações importantes e que fecham os problemas e as resoluções do que vinha acompanhando cada um dos personagens. As despedidas foram emotivas e trouxeram seu momento especial para cada nome conhecido da trilogia - com destaque especial para Iorek, o meu urso de armadura favorito.


    Resenha: A Luneta Âmbar

    Lyra e Will seguiram seus instintos e desejos e seus corações em todas as suas decisões e por isso eu sempre vou adorá-los como protagonistas. Duas crianças espertas e amedrontadas, mas que jamais se dobraram ao medo. Eles atravessam caminhos que ninguém ousaria fazê-lo pelo simples fato de saberem que precisam; eles se machucam pela jornada e por seus amigos, confrontam o horror em suas formas mais antigas para salvar quem amam. Acompanhá-los conforme entendiam as coisas sobre o mundo e sobre seus próprios destinos me emocionou bastante.

    A Lyra, principalmente, foi uma querida que eu vou guardar no coração junto com muitas outras personagens femininas de obras juvenis. Ela é destemida e linguaruda no sentido de não se calar diante do que teme. É determinada e intrépida e entregou o seu melhor até o fim.

    Outro arco que me surpreendeu foi o da Sra. Coulter. Não vou falar muito a respeito porque acho que a surpresa veio do inesperado mesmo, só digo que ela se provou a mesma personagem traiçoeira e manipuladora de antes - com um detalhe a mais em toda essa personalidade que levou sua história para um caminho que eu jamais vi vindo.

    No geral, A Luneta Âmbar é um livro vagaroso, que leva seu tempo para chegar aos finalmentes - e, quando chega, aí entrega correria e reviravoltas e guerras e um mundo de possibilidades que ninguém imaginaria acontecendo. É um final doce e gentil para uma história sobre amor e coragem, e vai deixar saudade.

    Título original: The Ambar Spyglass
    Autora: Philip Pullman
    Editora: Objetiva
    Tradução: Ana Deiró
    Gênero: Fantasia
    Nota: 4

    1. Oi, Denise

      Que bom que o livro te agradou depois do início vagaroso. Não é uma série que eu diria "nossa, super leria", mas quando assisti ao trailer da adaptação fui surpreendida bem positivamente e até fiquei um pouco interessada. Então sabe aquele livro que a gente não compraria, mas leria se ganhasse de presente? Então. hahahaha

      Beijos
      - Tami
      https://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    2. Olá, Denise.
      Eu me decepcionei muito com essa trilogia. Não gostei da forma leviana como o autor tratou a questão da fé. Se soubesse que ele era ateu antes de ter começado a ler nem teria lido. Mas como uma história de fantasia é muito boa.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    3. Curto muito seus posts, são muito bem criativos e interessantes.. Sempre estou aqui lendo e compartilhando com minhas amigas...

      Beijos 😘.

      Meu Blog: Aurora Fontes

      ResponderExcluir
    4. Oi Denise, eu gosto demais dessa trilogia, de todo o universo e todas as temas apresentadas. Mas dos três, o terceiro foi o menos preferido, assim bem arrastado tb! Agora deu saudades da Lyra e do Will!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.