5 Casais que eu Não Shipparia Hoje - Queria Estar Lendo

5 Casais que eu Não Shipparia Hoje


Seguindo a minha vibe de livros que eu amava, mas hoje não gosto mais, decidi falar de casais que eu não shipparia hoje, provavelmente.

Quero destacar que eu shippo eles, porém, e é um grande porém, são casais com os quais eu teria muitos problemas se fosse começar a leitura hoje em dia - alguns mais do que outros.

Vale destacar que eu tentei ao máximo segurar spoilers, mas como estou explicando os motivos, pode fugir uma coisinha ou outra, mas nada grande demais que vai estragar a leitura - caso você esteja no meio ou pretenda ler em breve - e nada que entregue plots importantes do livro.

5 Casais que eu Não Shipparia Hoje
Do filme que nunca perdoarei o flop com Danila e Zoey <3

Rose e Dimitri - Vampire Academy

Se vocês estão chocadas com esse primeiro item, imaginem eu. Gostaria de ressaltar que AMO MUITO ESSE SHIP e que tenho minhas dúvidas se eu não aceitaria eles hoje, porque existe realmente um esforço por parte da autora de manter as coisas saudáveis, PORÉM eu estava pensando nisso outro dia com as meninas aqui do blog e agora não paro de me perguntar o que eu acharia de Rose e Dimka se batesse com a cabeça hoje e esquecesse de tudo e começasse a ler Vampire Academy amanhã.

O que me faz pensar isso é que o Dimka está em uma posição de poder em relação a Rose, ele não é apenas seu professor, o instrutor designado pela escola para ajudá-la a recuperar todo o treinamento que perdeu no tempo que ficou fugindo com a Lissa, mas ele também tem o poder de fazê-la ser expulsa da escola - coisa que a diretora está mais do que empolgada em fazer - e relegar Rose ao mesmo destino de tantas outras dampiras que não se tornaram guardiãs: uma vida como prostituta de sangue, a mercê da violência, humilhação e desumanização que sofrem todas essas mulheres.

E é claro que a Richelle se esforçou bastante para que, apesar disso aí, o romance entre eles fosse o mais saudável possível, porque o Dimka não é o babaca que se aproveita da sua posição para tirar vantagem da Rose, porque as coisas entre eles só acontecem de verdade depois que a Rose completa 18 anos (ninguém quer fazer apologia a estupro estatutário, né Mead), porque tudo acontece muito na base de como a Rose quer. Existe um real esforço nisso que eu aprecio, mesmo com o lado super protetor do Dimka e os momentos dele de "eu estou fazendo isso para o seu bem" e como ele sempre acha que sabe o que é melhor para a Rose - mesmo que algumas vezes a Rose esteja mesmo fazendo cagada, eca Jesse -, que eu, particularmente, acho um porre. Mas existe essa consciência por parte da autora de que é uma situação delicada, e por isso, todo um esforço para fazer com que seja o menos errado possível.

Mas ainda assim, eu me pergunto: será que eu shipparia? Será que eu daria o benefício da dúvida depois do primeiro livro e seguiria, para ver todo esse desenvolvimento? Tenho sérias e grandes dúvidas a respeito.

5 Casais que eu Não Shipparia Hoje
Jackson Rathbone e Asheley Green, que interpretaram Jasper e Alice nos filmes.

Jasper e Alice - Crepúsculo

Ok, aqui eu preciso admitir que já faz uns 10 anos que eu li Crepúsculo e desde então nunca mais reli - com exceção de Amanhecer, que li duas ou três vezes, mas todas elas no ano de lançamento - e por tanto, minha visão de Jasper e Alice, MEU SHIP ULTIMATE DE CREPÚSCULO está bastante romantizada e embelezada por headcanons e fanfics.

Além disso, os dois são coadjuvantes nos livros e não temos tanto assim deles até descobrirmos seus passados em Eclipse, o terceiro livro. Eu não tenho a menor ideia do que me fez shippar esses dois, para começo de conversa, mas meu deus, meu amor por eles era (ainda é?) forte como um troço. Voltei a escrever fanfics exclusivamente por eles, 90% delas eram sobre Jasper e Alice. E hoje, quando olho pra trás, não consigo dizer "eu totalmente shipparia eles" primeiro porque a gente sabe ZERO COISAS SOBRE ELES nos primeiros livros e depois porque, quando a gente finalmente descobre, foi basicamente a Alice falando "então somos um casal porque eu tive uma visão" e o Jasper "Ok" e ???????????????

Honestamente, eles tinham química? Eu só lembro de fanfics, gente. Não me vejo shippando insta love. Não tenho nem como dizer "acho que era abusivo" porque a fonte oficial DEU TÃO POUCA COISA. Enfim, frustrada. Não shipparia.

5 Casais que eu Não Shipparia Hoje
IAN não tem adaptação, então vai com os desenhos lindos da Anyae.

Rhage e Mary - A Irmandade da Adaga Negra, Amante Eterno

Eu já falei como hoje tenho problemas com todo o machismo e preconceito que permeiam as histórias de A Irmandade da Adaga Negra, que não são poucos. Rhage e Mary foram um casal que eu shippei loucamente porque o Rhage era um dos meus preferidos. Ele parecia um labrador humano, cheio de humor e meio bobão que sempre me fazia rir e eu sempre ficava querendo abraçar ele, então a história dele com a Mary realmente me fisgou.

E eu não faço ideia de porque, sendo que ela já começa muito aterrorizante.

Que dizer, se eu tivesse lido isso hoje, teria toda uma thread no meu twitter como como isso não é aceitável e COMO publicaram e romantizaram isso (e eu sempre penso porque a gente não cita mais IAN quando fala de romance abusivo porque basicamente todos eles começam e se desenvolver de formas muito abusivas). Quando Rhage e Mary se conhecem pela primeira vez, ela está no complexo para ajudar esse garoto mudo que ela e a vizinha encontraram e se não bastasse todo aquele ambiente e não saber o que está acontecendo, ela ainda se depara com um homem seminu, cambaleante, de mais de 1,90 de altura, em um corredor escuro em um complexo que ela não tem ideia de onde fica, E O CARA SE JOGA EM CIMA DELA, prensa ela na parede e fica pedindo para ela falar a palavra "morango" porque ele sentiu o cheiro dela e ela é dele agora. 

Sério. Seríssimo.

Até hoje eu me pergunto como achei isso emocionante e um começo tão legal para um relacionamento. Se fosse eu no lugar da Mary tinha me cagado toda e morrido de um ataque cardíaco, não importa o quão lindo o desconhecido fosse. Aliás, esse lance de passar pano para agressão porque o cara é lindo, JÁ DEU TÁ? Já é 2018.

Eu não me vejo shippando esse, ou nenhum outro casal de IAN (talvez o JM e a Xhex, só? Hm) se eu estivesse lendo essa série nos dias de hoje. Nunquinha. Eu ia ser a primeira na fila do "queime seus livros aqui para pararmos de romantizar abuso 2k18".

5 Casais que eu Não Shipparia Hoje
Emeraude e Alberto, intérpretes de Izzy e Simon na série Shadowhunter que podia substituir os livros já

Izzy e Simon - Os Instrumentos Mortais

Ah, Sizzy. Acho que é um dos casais mais shippáveis de Os Instrumentos Mortais, embora a gente só comece a ver eles de verdade no livro quatro e ainda é no meio de uma situação nada legal - porque o Simon, esse cara super legal e basicamente o Ross Geller da trupe de TMI, não sabe escolher entre duas garotas lindas e poderosas e vai deixando o tempo passar até estar namorando as duas ao mesmo tempo, é claro, sem que elas saibam disso. Mas o Simon é um cara legal (sqn) e merece a garota legal, né? Ele não fez por mal, quando viu já tava namorando as duas.

Eu nunca gostei do Simon porque desde o começo o lance dele de que era o melhor amigo da Clary e ele esteve ali para ela o tempo todo e por isso merecia ficar com ela e não ficar na friendzone e como ela se atrevia a amar outro cara que não ele, já me deixava bem puta - veja bem que ao menos o mito da friendzone eu já odiava na época. Mas aí ele é muito legal com a Izzy em um momento delicado do livro 3 e eu pensei "ah, eu shippo". E hoje me pergunto: SHIPPO POR QUE, CRISTO? Simon é uma pessoa babaca, odeio. Izzy é uma pessoa traumatizada, e só porque ela conseguiu se abrir com ele, não quer dizer que eles deveriam ficar juntos.

Mas a Bianca de seis anos atrás era burra e não pensava nisso. O Simon trai ela, se sente intitulado a algo só por ser um cara legal, toma decisões que afetam a vida da Izzy sem nem consultar ela, e a gente tá aqui batendo palma e amando ele? Ah, para né.

Obrigada a Shadowhunters por ter aliviado o Simon e feito dele uma personagem mais gostável e nem um pouco babaca a ponto de se achar no direito de qualquer coisa ou de trair duas garotas tão legais. Espero que continue assim!

Matt e Harry, bebês lindos como Alec e Magnus em Shadowhunters sério, deixa a série substituir os livros

Alec e Magnus - Os Instrumentos Mortais

Dá até uma dor no coração de dizer isso, mas se eu estivesse lendo Os Instrumentos Mortais, eu gostaria de ter o Alec BEM LONGE DO MEU MAGNUS.

O Alec foi uma personagem difícil para mim no começo. Ele não fedia e nem cheirava muito e começou a realmente mudar no meu ponto de vista a partir do momento que desenvolver uma relação com o Magnus, mas eu realmente levei 6 livros e mais alguns contos para dizer OK, ACHO QUE AMO VOCÊ. O que é meio bizarro, porque quando a gente para e observa, o Alec que a gente tem no fim de Os Instrumentos Mortais não é o mesmo do começo.

"Ah, mas personagens evolui, é para isso que existem os arcos pessoais" claro, só que não é o caso com o Alec. Ele não evoluiu. Porque ele nunca sentou em cima das merdas que fez - como tentar envergonhar o Magnus pelo número de parceiros sexuais que ele já teve na vida, sendo que o Magnus é literalmente um feiticeiro com mais de 400 anos, ou então sobre apontar como o Magnus não era "gay o suficiente" para ele, o que era super óbvio porque o Magnus É BISSEXUAL e pessoas bissexuais não se tornam "gays" por estarem um relacionamento com alguém do mesmo sexo -, refletiu e pediu desculpas.

Alec, uma personagem gay que tem uma das quotes mais bonitas da série, quando tenta explicar para a irmã que a rejeição que sente da família e da clave por ser gay é como um milhão de cortes de papel pelo seu corpo todo, é extremamente bifóbico com o cara que ele diz que ama mais do que tudo na vida, E NUNCA PARA E REFLETE SOBRE ISSO. Não tem como existir um crescimento sem aprender com as merdas que você fez e falou, e não tem como aprender com isso sem pensar nelas e admitir que foi errado e pedir desculpas. Coisa que ele nunca faz.

É como se o Alec muda-se da água para o vinho entre o quarto e o sexto livro e me parece preguiçoso e irresponsável fazer isso sem mostrar que ele estava errado em dizer essas coisas (assim como eu acho errado você justificar um abuso falando que "a pessoa foi criada assim" e por tanto ela não precisa pedir desculpas ou aquilo não foi realmente um abuso).
É triste, mas a conclusão que chego hoje é que, eu não shipparia Alec e Magnus se estivesse começando os livros agora. Provavelmente nem teria lido o suficiente dos livros para ver o desenrolar da história deles.

Novamente, um grande obrigada a Shadowhunters por, até aqui, estar desenvolvendo um relacionamento mais bacana na série do que fez nos livros, excluindo o slutshaming e a bifobia - ao menos por enquanto, CONTINUE ASSIM.

E vocês? Já pararam e pensaram em ships que talvez vocês não amariam se lessem os livros com a mentalidade de hoje? Fala aí!

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

28 comentários:

  1. ta vamos lá, jasper e alice do crespulo, eu nunca shippei, na verdade eu sempre achei os dois um vampiros bem estranho, sempre imaginei um relacionamento de anos sem sal ou aventura, sabe? como se eles ja estivesse perdido a chama muito tempo. O romance não era pra eles (no filme é claro)

    Ja a izzy e o Simom, ainda shippo por mais que eles demoraram uma vida para aparecer, e mesmo que a outra não quisesse ele, segue o baile, ele foi bem babaca botanto chifre nela, e se pensarmos nesse lado, não shippo mais. Amemm que no showdhunter ele ficou um nivel menos de babaca kkkk eu amei isso, quero mais post assim você ta me entendendo?

    https://dosedeestrela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samanta!
      Menina, quando fui montar o post tentei lembrar pq amava Alice e Jasper e não sei. Não sei o que a Bianca de 16 anos viu neles, aaaaaaaaaaa. Concordo com o que você disse, esse meu amor por eles é muito inexplicável, help. AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS

      Sobre sizzy, o problema é sempre quando a gente começa a pensar sobre. AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS

      Vou tentar mais listas polêmicas :v
      Bjs

      Excluir
  2. Olá!
    Eu adoro posts assim, é sempre bom desconstruir os casais. Rose e Dimitri é um casal que eu adorei no livro, justamente por ele ser professor dela e tals, mas eu detestei o filme. Esse filme é horrível, nossa senhora!
    Jasper e Alice é muito supervalorizado, eles não são TUDO ISSO! Acho que se tirassem o casal da obra ainda não perderia muita coisa. Mas se caso tivesse uma história contando de cada casal do Crepúsculo, eu provavelmente leria.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eniba, não chega perto do meu filme, eu amo muiiito. livros e o filme. AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS não posso com o humor deles, eu amo um casal. Gosto de pensar que foi um dos únicos casais que a Bianca de 18 anos escolheu bem, mas só descobriremos se algum dia eu ter amnésia e reler os livros. :P

      Olha, os unicos personagens que eu acho que não dá pra tirar de crepúsculo sem fazer diferença é edward, bella e jacob. O resto é muito substituível. Hoje em dia eu vejo o quão ruim ele é, mas não consigo deixar o amor de lado por tudo que o livro fez por mim, como leitora. Eu lereia mais livros também AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS aliás, até vida e morte eu li.
      Não sei se tenho salvação. :P

      Bjs

      Excluir
  3. Oi Bibs, eu shippo Dimitri e Rose para todo o sempre kkkkk mesmo como vc disse a autora se esforça para um romance saudável e tem uma boa reviravolta no romance dos dois rs

    Bjs, Mi.

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, eu berro até hoje quando penso na reviravolta, porue tava pronta pra muito smut ai isso, mds. Rose e Dimka muito meu amor, vou deixar ordens de não me deixarem reler se eu tiver amnésia, não quero descobrir se não shipparia.é AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS

      Bjs

      Excluir
  4. hahaha adorei o tema do post! Eu só li Crepúsculo, desses, e eu gostava da Alice mas não ia com a cara do Jasper. Tão... mosca morta, sei lá hahaha realmente a gente não sabe nada deles no início e depois é meio "blé" (pra ser bem sincera nem lembro direito). Acho que ainda não me arrependi de nenhum ship, mas né, nem vou refletir demais... hhaha

    Boa semana :)
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel, eu queria muito saber pq shippo os dois loucanente. Porque nunca teve nada muito grandioso ou romântico sobre os dois, mds. É o mistério da minha vida.
      Mas é bom não refletir muito não, que aí a gente começa a achar defeito. AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAU

      Bjs

      Excluir
  5. Oi.

    Eu amo Rose e Dimitri, mas não terminei de ler a série ainda.

    Com relação a IAN, sou muito fã, tanto que já li toda a série principal, guia e os da série spin-off e a impressão que deu e que você não leu toda a série, uma vez que a evolução deles como sociedade, especialmente no sentido de igualdade de gêneros e notável.

    Esse e, inclusive, um dos pontos que mais me agradou nesse universo, que não ficou estagnado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciane!
      Eu amo muito Rose e Dimka. Amo todos os casais citados aqui, mas é uma reflexão que fica em mim, sabe? De toda essa lista, no entanto, são o com mais provabilidade de que eu ainda shipparia hoje em dia.
      Sobre IAN, eu li 12 livros -13, se você contar o guia. Minha opinião não é sobre um livro que não li ou li apenas em parte. É sobre uma série que amei apaixonadamente, que investi emocionalmente, e me decepcionou muito ao contar a história de qhuay (que amava perdidamente), o que inevitavelmente me fez refletir sobre tudo que eu amava nela. Nessa leva em que a Ward começou a revisitar casais, infelizmente eu não vi toda essa evolução e continuo achando extremamente machista e que romantiza muita situação abusiva. Eu tenho A besta e Beijo de Sangue e já tentei ler algumas vezes, mas não saio do lugar. Fico feliz que você tenha lido tudo e goste de tudo, mas se a Ward vai levar mais de 13 livros para evoluir a história e sair desses dois pontos, infelizmente ela me perdeu como leitora e deve perder várias que pensam como eu e buscam começar a ler a série hoje. 13 livros é muita coisa, e acredito que minha opinião, não só como fã, mas também como leitora, é tão válida quanto a sua. Não é uma questão de "não leu tudo", até porque não vou insistir ainda mais em uma série que me chateia, e não ter lido os últimos lançamentos não incapacita minha opinião.

      Bjs.

      Excluir
  6. Oiii Bibs

    Nunca shippei a Alice e o Jasper, sentia essa falta de conexão nos livros. Ok, no filme eles são muito gracinhas, mas no livro nunca foi um casal daquels de #amomuitotudoisso. Sempre achei Simon uma mala sem alça, desculpe quem ama, mas achava ele um personagem tão sei lá. Izzy é genial e, ao meu ver, merecia um carinha melhor, mas... eu ainda nem terminei a série (parei faltando dois) então veremos até lá o que acontece.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIMON MUITO MALA SEM ALÇA SIM, CONCORDO, OBRIGADA, NUNCA NINGUÉM CONCORDA NISSO COMIGO. Izzy merecia muito mais.
      E gente, meu amor por jasper e alice é muito icognita. AUSHAUAHAUSHAUSHUZUAHAHDUAUAHSUS

      Bjs

      Excluir
  7. Das séries que você citou eu só não li nada de "Vampire Academy" então ela eu pulo.

    Sobre tudo em Crepusculo, acho a Stephenie Meyer extremamente machista. Eu gosto da narrativa dela, é envolvente e tudo e tal, mas o universo dela é problematico de cabo a rabo, não conseguia shippar ninguém ali, mas também não conseguia parar de ler hahah...

    Eu sou apaixonada pela Cassandra Claire, acho que ela dialoga muito bem a realidade e o Simon e o Alec são bem o retrato de pessoas na idade deles, adolescente/ pós-adolescentes e a forma como eles agem e se constroem enquanto vivem suas experiencias é bem isso. No entanto, sou extremamente rancorosa então eu nunca shipei o Alec com o Magnus, pois amo aquele feiticeiro e acho honestamente que o Alec não faz por merecer. E a Izzi, bem a Izzi é um mulherão incrível, inteira em si mesma, acho que meu desejo para ela sempre foi que ela se percebesse como essa pessoa maravilhosa que ela é, mas também amo o Simon então nem sei qual meu veredito sobre isso.

    Já o caso da Irmandade da Adaga Negra é um pouco diferente, ela começou como romance sobrenatural e cresceu. É uma série imensa e a J.R. Ward é uma autora que tende a refletir muito sobre a opinião dos fãs e a forma como as relações de seus personagens se desenvolvem. A série é a cara de nosso tempo, esse tempo no qual a gente está reavaliando nossas relações, afetos e formas de nos relacionarmos, descobrindo pontos frágeis e fortes e tentando seguir um caminho mais emocionalmente saudável. O relacionamento de Rhage e Mary começa um grande clichê de romances de banca machistas, mas ao longo da série a gente encontra o livro "A Besta" e ai ver o desenrolar dessa história e o quanto o final feliz não é assim tão fácil, os conflitos dos personagens e sua busca por acertar os pontos. A Ward começa falando de um universo de vampiros parado no meio do século XIX cheio de machismo e a partir do dialogo desses vampiros com o universo humano do século XXI, com nossas demandas por liberdade e igualdade para todos e não só para os homens, tudo muda. Eu amo IAN, amo como a Ward desenvolve seus personagens, como eles crescem e abrem seus horizontes, desconstroem seus preconceitos de classe e gênero e encontram novas formas de ser e estar no mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      O machismo da meyer fica muito claro em vida e morte, onde ela adapta algumas coisas pq "beau é menino", mas sou muito grata pela vida de leitora que o livro me deu e curto muito a narrativa dela.
      Hoje em dia eu tô bem whatever pra CC, prefiro muito mais a série aos livros, mas realmente, nos livros, Izzy e Magnus mereciam muito mais. Simon e Alec são personagens muito esdrúxulo nos livros que não possuem um arco de desenvolvimento coerente.
      Sobre a Ward, eu fico feliz que essas mudanças estejam acontecendo, mas eu provavelmente não lerei mais. Já foram 13 livros insistindo em uma narrativa abusiva aromatizada e machista, não tenho paciência para ver se de fato melhora. O que acho ruim é que leitores que pensam como eu penso agora, não começarão a ler a serie na promessa de que (bem) mais pra frente melhora. Na minha opinião, é ótimo se ela está mudando, mas demorou demais e também não muda o começo, infelizmente. Quero ler a besta e beijo de sangue só porque tenho os livros, mas tá muito difícil seguir a leitura.

      Bjs

      Excluir
  8. Olá!
    Começo dizendo que amei o tema do post, apesar de ser dolorido pro nosso coração de alguns anos atrás dizermos coisas desse tipo hahah
    Nunca li nenhum dos que você mencionou, mas conheço a história de quase todos e concordo de suas escolhas de shippar e não shippar. É muito bizarro o quanto de relacionamento abusivo a gente via naturalmente, né? Ainda bem que já passamos da fase de aceitar esse tipo de absurdo!
    Beijos,
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Muito absurdo mesmo como a coisa é tão normalizada que a gente chega a achar bonito. É triste quando a gente revisita o passado e vê que as coisas não são bem como a gente achava, mas ao mesmo tempo é tão bom ver o quanto a gente cresceu!


      bjs

      Excluir
  9. Oie
    Dos livros que citou ei só li Crepúsculo e confesso que eu adoro o casal Jasper e Alice, mas me baseando mais nos filmes.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa!
      Eu tenho muita crush nos dois, mistério da vida o pq, já que não consigo lembrar como nem da onde surgiu esse amor aushaushauhsauhsaushah mas vida que segue, né? Continuo tendo troços por eles, mesmo sem saber pq quando olho pra trás. UAHSUAHSUAHSUHASUH

      bjs

      Excluir
  10. Olá, Bibs.
    Eu amei a ideia da postagem. Provavelmente se lesse hoje eu não shipparia quase ninguém dos casais que shippava antigamente. Teve muitos, principalmente relacionamentos abusivos romantizados nos livros que nós nem dávamos conta. Os IAN da vida lendo hoje eu teria outra visão dos casais. Não gosto do Alec e não gosto do Simon, mas como você bem especificou, na série até que ele são aceitáveis, mas nos livros...

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      É uma verdade né? A gente vai crescendo, vai lendo mais. E aí quando revisita o passado se depara com essas coisas. Eu acho interessante, porque não quer dizer necessariamente que vamos odiá-los (eu amo os casais desse post), mas sim queriamos de outra forma hoje em dia, né. A gente nunca permanece o mesmo e é interessante ver a nossa evolução.
      Viva a série por deixar Simon tragável e fazer do Alec meu bebê. ausauhsuahsuahsuahsuhasuhasuh

      bjs

      Excluir
  11. Oi, Bibs!
    Eu nunca entendi Jasper e Alice, para ser sincera. Eles são tão coadjuvantes nos livros, que eles estavam ali como um casal e eu só me sentia "ah, tá bom" e pronto haha Mesmo com os filmes, nunca senti eles como um casal de verdade, sabe?

    Agora, uma série que eu amo (amava? amo, vai...) e que é inteira problemática é a dos irmãos Maddox. Quando foi lançada eu me apaixonei por Travis. Conforme os outros foram saindo fui me apaixonando por todos os outros irmãos. Mas quando parei para pensar de verdade na trama, percebi que não existe um momento normal no romance deles, sabe? Se eu lesse agora, acho que veria mais problemas do que o amor que sentia por eles no começo.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!
      Eles nunca tem um destaque, né? Nunca tem um motivo para a existência deles, eles estando ali ou não, não mudaria absolutamente nada. Eu queria muito poder voltar no tempo e perguntar pra Bianca de 16 anos O QUE ELA VIU NELES? mas sigo amando firme e forte, mulher UHASUHAUSHAUSHAUSHAUSH Agora, se é canon ou não, só dels sabe.
      Ahhhhh os irmãos Maddox, esse eu peguei ranço já no primeiro. Odeio muito Belo Desastre, fiz todo mundo aqui no blog odiar UAHSUAHSUAHSUAHSUAHS Mas eu acho que todo mundo tem esse momento, sabe? O abuso é tão romantizado que a gente cresce achando lindo e legal e romântico, e eu acho que todo mundo tem um livro (ou mais, no meu caso) que é assim e que amava muito, mas aí cresceu e percebeu que não era bem assim.

      bjs

      Excluir
  12. Olá
    Dos casais que citou, só conhecia a Alice e o Jasper. Eu gostava deles como casal (pelo que me lembro). Tinha a impressão que eles se protegiam, sabe? Nem sei. Eu não sei se eu shipparia Rony e Mione. Até a J. K. já disse que não tem certeza se fez o certo ao juntar os dois.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lary!
      Sim, essa sensação de que um protegia o outro eu também tive. Eles foram um dos primeiros casais que eu shippei hardcore mesmo, acho que era só essa necessidade minha, talvez? Pq crepúsculo foi o primeiro livro que me fez sentir muito e ficar muito tempo apaixonada pelos personagens, talvez eu tenha sido impactada muito fortemente auhsauhsauhsauhsauhsuahs
      Não li HP, mas conheço algumas pessoas que não curtem o ship. As vezes acho que a gente se sente compelida a shippar o canon e só depois vai se questionar o pq...

      bjs

      Excluir
  13. Oii! Eu ameei esse post haha! <3 Eu ainda não li Academia de Vampiros, nem A Irmandade da Adaga Negra, mas tenho bastante curiosidade. Fiquei bem chocada com o início do relacionamento do Rhage e a Mary, acho que também me borraria de medo haha, todos os livros tem essa pegada bruta? Que loucura haha! Já vi que precisarei me preparar psicologicamente. Eu confesso que também não shippava muito o Magnus com o Alec, e tive os mesmos sentimentos que você teve pelo Alec haha, demorou um tempinho para gostar desse personagem. Adorei a escolha de casais, bjss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jennifer!
      Eu suuuuuuuper indico Vampire Academy, apesar das ressalvas que levantei ali sobre Rose e Dimka, a história É MUITO LEGAL. E o ship é amor da minha vida, sim. Ninguém resiste depois que o Dimka fala "Roza" pela primeira vez. UHASUHASUHASUHASUHAS
      Sobre a Irmandade, a maioria é bem assim, sim. Eu não lembro exatamente de todos, mas dos que eu costumava reler muitas passagens, de tanto que eu amava, o livro dois (Amante Eterno, do Rhage e da Mary) e o cinco (Amante Liberto, do V. e da Jane) são terríveis no quesito "abuso romantizado com a desculpa de sobrenatural".
      Algumas meninas aqui nos comentários falaram sobre como ela tem evoluído no quesito machismo e abuso nos últimos livros, mas dos 12 primeiros que eu li, isso era extremamente forte. Se não é algo que te agrade, talvez você não consiga sair dos primeiros :/
      Gente, Alec era muito who pra mim, mas com a série eu tô muito in loveeeeeeeeeeeeeeee. <3

      bjs

      Excluir
  14. Oi, Bibs!
    Jasper e Alice sempre foram o casal mais who de Crepúsculo. Por vezes eu nem lembrava do cara porque olha...
    Nem lembra do flop que meu coração dói só de lembrar que não irei ver meu Moroi Ivashkov nas telonas.
    Eu NUNCA gostei do Alec. Nunca nessa vida. OK que só li até o livro 3 mas pense num personagem que sempre teve meu ranço. Já Magnus, bebê, se quiser o mundo eu dou. E sim, apoio a série substituir e muito os livros.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, não é?
      Jasper só serviu pra quase matar a Bella e a Alice pra roubar um porsche amarelo. ASUAHSUAHSUHASUAHSUAHS Eu queria muito saber de onde saiu esse meu amor por eles, acho que fui pega desprevenida pelo primeiro livro que me deu muitos feels intensos, VAI SABER, JESUS.
      NEM FALA DE MOZÃO ADRIAN, FICO CHOROSA QUE ESSE FILME FOI FLOP, pq eu amei muito. Pra mim acertaram muito no tom do humor, na personalidade e adaptaram de uma forma muito coerente. PORÉM NÉ. Chateadérrima pq eu amo muito o livro 2. D:
      Dou a terra e a lua pro Magnus, mozão (APESAR DE QUE TENHO RESSALVAS SOBRE ELE, ME PARA). Alec dá muito ranço nos livros, demorei muito pra gostar, mas Daddario tá a minha vida na série. Substitui jáááá. E senhora, se eu fosse a senhora largava TMI já e ia pra TID, que é a série que vale a pena. O livro 4 de TID é muito tédio, mds.

      bjs

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!