Don't Panic Book Tag [Dia da Toalha] - Queria Estar Lendo

Don't Panic Book Tag [Dia da Toalha]


Aproveitando a data especial de hoje, que é o Dia do Orgulho Nerd - ou o Dia da Toalha, como preferir - estamos trazendo uma TAG original aqui do blog para comemorar. Don't Panic Book Tag é totalmente inspirada em frases do universo de Douglas Adams com seu famoso O Guia do Mochileiro das Galáxias - que deu origem à data de hoje, inclusive.

Sem mais delongas, vamos às respostas!

“No início, o universo foi criado. Isso irritou profundamente muitas pessoas e, no geral, foi encarado como uma péssima ideia."
Por que diabos alguém pensou que publicar esse livro seria uma boa ideia? Qual foi a leitura que mais te irritou?


Denise: Novembro, 9 (Colleen Hoover). Só de pensar na existência daquele livro já dá vontade de viajar pra outro universo.
Bianca: Eu vou com Belo Desastre (Jamie McGuire). Eu sempre me pergunto se o livro foi editado ou se mais alguém além da autora leu ele antes de ser publicado, honestamente.
Eduarda: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (J.K. Rowling), embora a leitura não tenha me irritado tanto assim - porque eu amei meu bebê Scorpius - o livro é uma síntese de "menos é mais" e "deveria ter parado quando teve a chance" porque, sério, destruiu muita coisa do universo criado.

"Tudo o que você precisará quando o universo acabar é de uma toalha."
Se não tiver uma toalha, que tal um livro? Qual seria o livro que você escolheria pra estar com você no apocalipse?


Denise: Provavelmente Eu te Darei o Sol (Jandy Nelson) porque é meu young adult favorito e eu nunca vou me cansar dessa história; parece uma boa companhia para o fim do mundo.
Bianca: Eu quero a trilogia das As Peças Infernais (Cassandra Clare), porque tem romance, comédia, ação e muito angst, tudo que eu preciso.
Eduarda: Meu apego emocional a Harry Potter é muito forte, mas vou variar um pouco e responder com Rainha das Sombras (Sarah J. Maas) que é meu livro preferido da série Trono de Vidro.

"Ah, a vida. Pode-se odiá-la ou ignorá-la, mas é impossível gostar dela."
Já que falamos sobre um livro que te irritou, diz ai que autor você não tem o menor interesse em ler (ou voltar a ler).


Denise: Cof cof Colleen Hoover cof cof. Essa mulher aí se eu encontrar na rua, atravesso para a outra calçada só pra ficar longe. O ranço é grande assim.
Bianca: Paulo Coelho, prefiro passar o resto da vida sem ler nenhum outro livro do que ter que ler algo dele de novo.
Eduarda: John Green, definitivamente não faz meu estilo. De adolescente/jovem adulto problemático já basta eu.

"Amor: muito doloroso. Evite, se possível."
Cite um personagem pelo qual você se apaixonou profundamente e só te fez sofrer.


Denise: Meu prometido mais precioso que é James Carstairs (As Peças Infernais da Cassandra Clare); esse aí, não importa o tempo que passe e nem o fato de eu ter largado mão dos livros da Cassandra, sempre vai ser meu personagem favorito. Amo mais que lasanha - e chorei com ele mais do que imaginei que choraria.
Bianca: ROBB STARK. Como eu amo esse menino desde o primeiro momento dele em Guerra dos Tronos. Tão corajoso, tão honrado, tão nortenho, TÃO STARK, MEU BEBÊ, MEU AMOR, MEU REI DE INVERNO. ALGUÉM ME SALVA. Gente, pode me chamar de rainha da negação, porque aprendi tudo isso com ele. Nunca sofri tanto, nunca vivi tanto de headcanon, meu deus.
Eduarda: Sirius Black (e Remus, mas mais o Sirius). Porque esse pobre homem não conseguiu nunca na vida dele ser totalmente feliz. Vida de cão, literalmente.

“Nada viaja mais rápido do que a velocidade da luz, com exceção talvez das más notícias, que obedecem leis próprias e especiais.”
Um acontecimento em um livro ou série que, quando você descobriu/leu, ficou chocada até a próxima vida.


Denise: O fim de Convergente (Veronica Roth) que vazou alguns dias antes do lançamento ou algo assim. Eu lembro que participei da comoção no Twitter porque "nunca que ela faria uma merda desse tamanho no fim dessa trilogia perfeita né"... Quebrei a cara.
Bianca: Nossa, recentemente foi com Mentirosos (E. Lockhart). Aquele final me deixou chocadérrima, tinha formulado dez mil teorias e nenhum estava certa, eu só chorei porque não tinha mais nada pra fazer.
Eduarda: A morte do Robb Stark e a desonra realizada com seu corpo. Nunca consegui ler, nunca aceitei, jamais irei superar.

"O efeito de beber a Dinamite Pangaláctica é o de ter o cérebro esmagado por uma fatia de limão embrulhada em uma enorme barra de ouro."
Um livro ou série de livros que mexeu tanto com o seu emocional que seu coração foi parar em outra galáxia.


Denise: Um dos mais recentes e que me fazem ter tremeliques sempre que penso a respeito é a duologia Six of Crows (Leigh Bardugo); eu amo tudo naquela história, morreria por todos os personagens e quase morri, de fato, lendo ambos os livros.
Bianca: Até hoje eu choro só de ler o nome Culloden, então acho que tenho que colocar Outlander (Diana Gabaldon) aqui. Me deixa emocionada com muita coisa e é uma história que me envolveu muitíssimo.
Eduarda: A menina que roubava livros (Marcus Zusak), uma das minhas leituras favoritas. 

"É um fato bem conhecido que todos os que querem governar as outras pessoas são, por isso mesmo, os menos indicados para isso."
Um personagem que se acha o rei da cocada preta e na verdade é um grande pamonha/não tem a menor ideia do que está fazendo.


Denise: Posso falar em Harry Potter? Mais pamonha que ele, só dois dele. É tanta burrice e tanta decisão estúpida por metro quadrado que eu não sei como ficou vivo até o final (sei sim, é Hermione Granger o nome do motivo).
Bianca: Nossa, Peter, de Para todos os Garotos que já Amei (Jenny Han). Se acha o gostosão, mas na verdade é um otário. No primeiro livro é até compreensível, mas a partir do segundo até abusivo ele é. Jura que tá com tudo, mas podia ser atropelado por um ônibus.
Eduarda: Dumbledore, saporra podia ter salvo meio mundo se quisesse. Merda de bruxo, merda de ser humano. Odeio mesmo. Muito rancor por ele.

"Acho mais importante estar feliz do que estar certo."
Um livro que seguiu por um caminho que você não imaginou, mas que acabou sendo bom mesmo assim.


Denise: A série A Rainha Vermelha (Victoria Aveyard) começou bem morna e de repente se tornou uma das minhas histórias favoritas; amo como a autora desenvolveu tudo e trouxe tanta riqueza pro enredo.
Bianca: Ela Está em Todo Lugar (Cherrie Priest). Um livro focado em muita amizade, girl power e com um twist meio de desenho anima que eu realmente não imaginei que a autora faria!
Eduarda: O Destino de Tearling (Erika Johansen), fui realmente surpreendida por essa trilogia, principalmente pelo final impactante que ela teve.

"Até mais e obrigado pelos peixes!"
Um livro que você acabou, gostou da leitura, mas não vai sentir falta.


Denise: Tem vários que eu termino de ler, penso "que legal" e nunca mais me lembro a respeito. Acho que Meu Coração e Outros Buracos Negros (Jasmine Warga) é um deles; foi uma história legal, mas não do tipo pra ficar comigo para sempre.
Bianca: Tô com a Denise. Acho que muitos dos livros que não se tornam favoritos entram nessa de "foi bom, mas talvez eu não lembre disso daqui a um ano".  Vou com Sorte ou Azar (Meg Cabot). Foi um YA engraçado e fofinho, com um toque de magia. Mas honestamente, lembro de muito pouco hoje em dia.
Eduarda: Sol em Júpiter (Lola Salgado), gostei da leitura apesar de vários poréns, mas é algo que acaba na última página. Fim.

"Não entre em pânico."
Um livro que você tem muita expectativa para ler, mas fica desesperada só de pensar em se decepcionar.


Denise: O último volume da série Trono de Vidro (Sarah J. Maas). Eu confio na Sarah, mas ao mesmo tempo morro de medo de ela não alcançar minhas expectativas com o fim dessa história que tá comigo há seis anos. Oremos.
Bianca: Moxie (Jennifer Mathieu). Tá na minha estante me olhando e eu acho que vai ser MUITO BOM, mas tem aquela partezinha em mim que fica "mas e se não for?".
Eduarda: Mulheres que correm com lobos (Clarissa Pinkola Estés), eu quero muito ler, muita gente que eu confio falou bem do livro. Mas não sei se to pronta? Tem aspectos quanto a "abraçar a mulher selvagem" que eu não ache que eu esteja sequer perto de conseguir entender.

E um bônus:

"42."
Aquele livro que é perfeito e existe para ser a resposta de qualquer pergunta sobre a vida, o universo e tudo mais.


Denise: Eu queria criar uma religião de adoração para a série Crônicas Lunares (Marissa Meyer) porque é uma das mais impecáveis que já li; o amor só aumenta e a saudade também. É uma boa resposta para o sentido da vida e tudo mais.
Bianca: Queria dizer que todas as respostas da vida a gente acha em A Cidade do Sol (Khaled Hosseine), porque mostra de uma forma emotiva e envolvente que não estamos sozinha. E se puder ter dois, então adiciono Os Homens Explicam Tudo para Mim (Rebecca Solnit), porque estar ciente da nossa história e do nosso presente é importantíssimo para entender a vida e o universo e todo o resto.
Eduarda: Nops, não tenho. Bizarro, mas não parece certo, sei lá. Vou indicar um que eu amei e queria muito que todo mundo lesse: Qual o problema das mulheres? (Jacky Fleming).

Curtiram a TAG? Fiquem à vontade para responder também, e não esqueçam de avisar a gente quando fizerem!

Share this:

, , , , , , , , ,

COMENTÁRIOS

11 comentários:

  1. AAAAAAAAAAA Bianca, OUTLANDER MUDOU MINHA VIDA TAMBÉM! Culloden é uma palavra quase proibida para fãs da série, né?
    E ooooi meninas, rs.
    Denise: como assim não gosta da Colleen Hoover? Você leu 'É Assim Que Acaba'? Acho que este valeria a pena, rs.
    Bianca 2: eu também fiquei mega chocada com o final de Mentirosos, recomendo esse livro para todos, rs.
    Eduarda: Trono de Vidro está na minha lista de leituras e estou com você, ainda não superei a morte de Sirius Black. :(
    Beeeeijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      Não gosto e se pudesse usar a manopla do infinito, usaria só pra fazer ela desaparecer :P
      Inventei até um ditado só meu pra falar sobre os livros dela: não leio nem que me paguem milhões em barras de ouro UHASUHUHASUHASUHASUHAS de verdade. Eu vou fazer um post pra explicar um pouquinho minha relação com as obras dela ;)

      Beijos!

      Excluir
  2. Olá, meninas.
    Falei hoje lá no meu serviço que era Dia da Tolha e acharam que eu era louca hehe. Achei a tag bem bacana e adorei ler as respostas de vocês. Me identifiquei mais com as respostas da Eduarda, mas achei todas legais e até peguei indicações hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi, meninas literárias!
    Bianca, me deu até vontade de entrar na tela e te dar um abraço, viu? Kkkk... Me identifiquei demais com suas respostas... Acho que estamos lendo as mesmas coisas e tendo as mesmas opiniões <3
    "Mentirosos" me tirou o chão e simplesmente quero passar longe de Paulo Coelho!!!
    Amei essa tag, achei as perguntas super legais e bem diferente de todas as booktags que andam circulando por aí... Vou salvar para responder futuramente <3
    Beijinhos e parabéns pelo post!

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, meninas. Tudo bem?
    Eu adorei a tag! E morro de rir com suas respostas, mas descordo totalmente em relação a CoHo, ela é maravilhosa, acho que você só não leu o livro certo e em relação ao Peter, eu adorei ele e não achei ele abusivo. Visões totalmente diferentes.
    Eu super concordo em relação ao Green, eu simplesmente não consigo engolir as obras dele, são muito filosia barata. Também detestei Belo Desastre, simplesmente um desastre de livro.
    Cinder é meu queridinho e hoje ia começar a reler a série, mas meu exemplar da Amazon atrasou ;c
    Beijos!
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! Tudo bom e contigo?
      Eu li vários livros da COHO e continuo com essa opinião :P Pra mim ela é um desserviço pra literatura. Nem Belo Desastre mostra tanto romance abusivo romantizado como ela mostrou (na real, pra mim as tramas dos livros dela que eu li renderiam ótimos episódios de Law and Order SUV). Odiar a COHO é minha religião, desculpa :v

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, meninas!
    Quanto mais eu leio as tags de vocês, mais gosto disso hahahaha
    Denise, acho que eu sempre vou ser totalmente inconformada com você por não gostar da CoHo. Eu li todos e sofro porque não tem mais nenhum para eu ler de tanto que gosto dessa mulher!
    O final de Mentirosos também me tirou o chão. Eu nunca, nunca, nunca (já falei nunca?) imaginaria aquele final. Nem no meu sonho mais doido. E por isso é um dos meus preferidos.
    E gente, nem vamos começar a falar de Robb Stark e seu corpo usado daquela forma horrível. Eu sou tão Stark que quase parei de ler ali mesmo. Ainda que Jon seja o amor da minha vida...
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!
      Pra tudo tem que ter uma pessoa pra discordar né, faz parte UHUHASUHASUHASUH muita gente não gosta da Trilogia Grisha e eu amo, muita gente gosta da COHO e eu criei essa minha religião pra odiar ela.
      Infelizmente tudo que eu li da mulher até hoje foi de uma desgraceira pros meus nervos que só fazendo textão pra explicar. Ainda farei isso :P

      Beijos!

      Excluir
  6. Aii meninas, eu amei essa TAG! Eu amo o Sirius, só posso concordar com a Eduarda! E tenho medo de ler A criança Amaldiçoada e perder meu tempo rsrsrsrs E eu gostei de Sorte ou Azar não é um livro inesquecível, mas é gostosinho mesmo rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi meninas!
    Eu também achei Belo Desastre irritante, fora que o protagonista é extremamente machista.
    A Cidade do Sol é maravilhoso, mas chorei o livro inteiro.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Amei as perguntas da tag, as descrições do que responder e as respostas. Como diz a internet afora, se fosse Hermione Granger no lugar de Harry Potter ela teria decifrado a coisa toda no primeiro livro, salvo o mundo mágico e ninguém morria.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!