Livros para a primavera feminista

  • 09:00
  • 23 de set de 2019
  • Livros para a primavera feminista

    Como a gente adora uma lista de indicações, resolvemos reunir nossas melhores leituras sobre irmandade feminina e girl power para indicar nesta lista de livros para a primavera feminista - e de quebra indicar um site que garante ótimos cupons pra quem quer comprar esses livrões!

    O Cupom Válido entrou em contato com a gente para essa ação e nós viemos apresentar um pouquinho dos muitos códigos promocionais disponíveis lá no site deles!

    Para selecionar seu cupom, basta acessar www.cupomvalido.com.br > selecionar a sua loja de interesse - por exemplo, a Amazon > escolher um dos DEZ cupons válidos disponíveis para esse site > uma vez selecionado o cupom da sua preferência, ele vai te direcionar para um novo link com o código de desconto e aí pronto, é só clicar em Ir para a Loja que o próprio Cupom Válido te direciona para a Amazon, onde você vai ser feliz!


    Aproveitando a deixa, vamos indicar cinco opções de ficção e cinco de não-ficção sobre irmandade feminina e girl power pra você procurar, que é o que a gente mais gosta de ler.



    Duologia Graça e Fúria (Tracy Banghart) | Editora Seguinte
    A história acompanha duas irmãs, Serina e Nomi, presas nessa sociedade que oprime e silencia mulheres e as trata como objetos dos homens. Uma das irmãs é forçada a se tornar uma graça do príncipe - uma espécie de aia - e a outra é enviada para uma ilha onde mulheres, punidas por crimes de liberdade (como ler, erguer a voz, lutar pelos seus direitos) são forçadas a se matar. Uma rebelião promete se erguer, e a irmandade entre essas mulheres pode ser a chave para a libertação.
    Amazon | Americanas



    Série Spindle Cove (Tessa Dare) | Editora Gutenberg
    Spindle Cove é um refúgio para moças e damas que não se ajustam à sociedade. Ali, suas diferenças e peculiaridades são abraçadas e incentivadas, e elas recebem apoio e ajuda para se entender e aceitar como são. Esses romances de época são bastante trabalhados em cima da irmandade feminina e apresentam ótimas amizades entre suas personagens, mostrando que é possível, sim, o gênero abraçar a sororidade e dar voz às suas mulheres.
    Amazon | Americanas



    Moxie (Jennifer Mathieu) | Editora Verus
    Cansada do assédio perpetrado pelos colegas de classe e das regras sexistas do seu colégio, Vivian - uma adolescente até então quieta, considerada uma "boa menina" - se inspira nas antigas zines do movimento Riot Grrrl da sua mãe e funda sua própria zine feminista e anônima no colégio. Chamada de "Moxie", a zine logo chama a atenção das garotas, conquista adeptas e irrita tanto os garotos quanto a direção do colégio. Mas já é tarde demais, pois as garotas estão entendendo o poder da união feminina. Foi um dos melhores livros que li em 2018 e eu indico para o mundo inteiro.
    As Anônimas (Amy Reed) | Editora Única
    Depois que a família de Grace é expulsa da sua cidade devido a visão religiosa liberal de sua mãe - uma pastora batista - a garota descobre mensagens entalhadas nas postas e armários do seu novo quarto. As mensagens, deixadas por uma garota que também foi expulsa da cidade, contam uma história cheia de dor. Ao descobrir que a garota mudou-se depois de acusar 3 garotos populares de estuprarem-na, Grace se une a duas amigas e funda um clube anônimo chamado de As Anônimas (duh) com a ideia de discutir o que aconteceu com a garota e como ajudá-la. Com personagens lindamente desenvolvidas e uma mensagem de união e força, o livro aquece o coração e exemplifica claramente o que é a cultura do estupro e quais seus efeitos.



    Coragem (Rose McGowan) | Editora HarperCollins Brasil
    A biografia da conhecida atriz é um soco no estômago em muitos momentos, mas se tem uma coisa que esse livro apresenta é sororidade da mais pura. Rose conta sobre sua vida e tudo que sofreu, mas também ergue a voz para lutar pelas mulheres oprimidas (muito do movimento #MeToo faz parte dos relatos, já que Rose foi uma das primeiras a falar sobre isso). É um livro mais pesado, mas uma leitura igualmente essencial para tempos como os nossos.
    Lute Como uma Garota (Laura Barcella e Fernanda Lopes) | Editora Cultrix
    Para quem ainda está começando a ler sobre o feminismo, Lute como Uma Garota é um excelente ponto de partida. Isso porque o livro reúne mini-biografias de várias feministas estrangeiras e brasileiras. Conta um pouco sobre sua vida e seu legado, a luta delas e como contribuíram para o movimento. É um ponto de partida para começar a pesquisar sobre essas mulheres e sobre as diferentes vertentes do feminismo.
    Amazon | Americanas



    Os Homens Explicam Tudo para Mim (Rebecca Solnit) | Editora Cultrix
    O livro reúne vários ensaios da escritora Rebecca Solnit, que discute a necessidade do feminismo na sociedade atual ao trazer a tona a cultura do estupro. A autora explica como funciona a estrutura social que culmina na opressão e na morte de mulheres ao redor do mundo inteiro, que vai desde uma piada ou uma explicação condescendente até o assassinato em si. Um livro que informa, explica e também traz um pouco de esperança.
    Quem tem medo do Feminismo Negro? (Djamila Ribeiro) | Editora Companhia das Letras
    Formado por um compilado de artigos de autoria da Djamila Ribeiro para o site CartaCapital, o livro discute o feminismo negro levantando questões a cerca do racismo e como ele afeta a luta feminista das mulheres negras. É excelente para expandir a ideia de feminismo interseccional e entender sobre privilégio e os diferentes graus de opressão as mulheres.

    Curtiram as dicas? Não deixem de aproveitar!

    1. Olá...
      Adorei o post!
      Amo de paixão leituras que trazem como protagonistas girls power, sempre é uma grande inspiração... Adorei a lista e já anotei alguns títulos nos desejados.
      Também conheço o Cupom Válido e super recomendo!!!
      Bjo

      http://coisasdediane.blogspot.com/

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.