Resenha: Como sobreviver à realeza - Rachel Hawkins - Queria Estar Lendo

Resenha: Como sobreviver à realeza - Rachel Hawkins

Publicado em 2 de out. de 2020

Resenha: Como sobreviver à realeza

Como sobreviver à realeza é exatamente tudo que a premissa promete: uma história recheada de todos os maiores clichês de comédias românticas e histórias reais que existe. Tudo isso pelos olhos de uma protagonista cheia de sarcasmo e com muito para comentar. Exatamente por isso, o primeiro livro da série da Rachel Hawkins, publicado aqui pela Editora Alt, roubou meu coração.

Se você se interessou por Como Sobreviver à Realeza, vai se interessar por:

A irmã mais velha de Daisy vai se casar, mas não é um casamento qualquer. Ela vai se casar com o príncipe da Escócia (um duque, mas detalhes). O que coloca Daisy no radar de potenciais escândalos e a obriga a viajar para a Escócia a fim de ser monitorada pelas próximas semanas, pelo menos enquanto o estouro da notícia estiver se espalhando.

O que deveria ser um "controle de danos" na verdade a coloca na linha de muitas confusões. Tudo isso porque Daisy precisa conviver com os Rebeldes Reais, grupinho liderado pelo irmão do noivo de sua irmã - outro príncipe - e seus amigos nobres. Além, é claro, do potencial para desastres que a Daisy coleciona, e o excesso de farpas na língua. Se ela conseguir sobreviver a esse verão na Escócia, não vai ser sem muitos perrengues.

Resenha: Como sobreviver à realeza

Esse livro é absolutamente tudo que me prometeram e muito mais. Ele é simples em sua concepção e desenvolvimento e por isso TÃO BOM. É aquele tipo de leitura pra quando você precisa relaxar e quer rir à toa, o tipo de história para te deixar sorrindo e te divertir com besteiras da vida nobre.

A Daisy é uma protagonista maravilhosa por isso. Ela não tá nem aí para nada em relação à etiqueta e cuidados e passa pelo drama de "estou sendo OBRIGADA a viajar para a ESCÓCIA para morar num CASTELO e conviver com a NOBREZA!!!!" que é muito engraçado pelo livro não levar isso a sério.

Na semana passada, eu estava trabalhando em uma loja de conveniência, estudando para o vestibular e passando tempo com Isabel. Hoje, estou a caminho de um castelo.

A partir do momento em que chega nas terras altas, a confusão é certa. Daisy é um poço de sarcasmo e comentários afiados e causa onde quer que vá, sempre sem querer. A cena com a mulher com o chapéu de Garibaldo me fez rir até chorar. O humor funciona muito bem justamente pela naturalidade com que é inserido nos pensamentos da personagem; ela é carismática e destrambelhada e ganhou todo o meu coração. Ela não é perfeita, também, mas isso torna esse amontoado de clichês um pouco mais realista justamente por isso.

Suas relações com os membros da família real - Alex, o noivo de sua irmã, Sebastian, o irmão do noivo, e os Rebeldes Reais (principalmente Miles) - são ótimas. Ela vai de respeito a desprezo e deboche e não saber lidar com toda pompa e circunstância, mas também descobre que dentro de todo esse teatro tem vários segredos e reviravoltas inesperadas.

Resenha: Como sobreviver à realeza

Sebastian foi o mais babaca da história e logo que apareceu eu fiquei com um pé atrás, com medo que ele fosse o interesse amoroso da Daisy. Mas, com a graça dos kilts, ele não é. Está ali para ser um pequeno infortúnio e para ter alguns momentos chocantes na trama, mas é um príncipe mimado que merecia bons socos na cara.

Miles, por outro lado, é um daqueles mocinhos de comédia romântica que eu tanto amo. Ele aparece ranzinza e frio e cheio de comentários afiados para cima da norte-americana atrevida, e aí os dois se tornam inimigos de imediato. Aqui rola um hate to love PODEROSÍSSIMO com toques de enemies to lovers também que são dois dos meus tropes de ship favoritos. Quase morri? Com certeza.

Ele tem mãos bonitas, elegantes e com dedos longos, provavelmente perfeitas para apontar para as coisas de forma autoritária.

Ele e a Daisy são todos bicadas e caretas e comentários sarcásticos um para o outro, mas também rola uma identificação e aquele princípio de "talvez a pessoa não seja tão ruim assim".

Resenha: Como sobreviver à realeza

Ah, e esse livro usa e abusa de clichês, como eu disse, o que significa que tem: pneu furado e chuva e personagens presos em um abrigo temporário, conversas em frente à fogueira, personagem que na verdade ama outra personagem, drama na mídia, FAKE DATING!

Enfim, uma farofa de tudo que havia de melhor em fanfics e romcoms clássicas. Ou seja: o paraíso.

- Estou sendo babaca. Mas sou um babaca que vai te ajudar.

A família da Daisy é outro ponto muito importante da história, e muito bem desenvolvido. Sua relação com El, a irmã, é brusca e um pouco complicada porque El é o motivo para a Daisy ter perdido seu verão na Escócia (queria eu estar sofrendo assim...). Mas também tem a questão de que, naquele ambiente, Daisy finalmente entende o peso das cobranças e do que vai significar se tornar uma princesa, e o quanto isso está cobrando silenciosamente de sua irmã.

Os pais dela são umas figuras - o pai principalmente - e ajudam com o alívio cômico. Assim como Isabel, melhor amiga da Daisy, ajuda com as fofocas e os cutucões para que Daisy saia da sua zona de conforto e aproveite a viagem.

Esse livro é perfeito no que propõe e muito divertido por isso. Não é nenhuma trama elaborada e nem tem grandes questões filosóficas sobre nobreza e realeza; é uma comédia romântica que poderia facilmente ser um filme da Hallmark - E POR ISSO EU AMO TANTO!

- Vim aqui jogar todo seu chá no mar e casar com todos os seus príncipes.

Se você gosta de clichês, de protagonistas divertidas e de uma boa dose de romance, Como sobreviver à realeza é o livro certo. E eu mal posso esperar pela sequência, Sua Alteza Real, porque são TODOS ESSES CLICHÊS numa história SÁFICA! Deus abençoe.

Sinopse: Perfeito para fãs de Jane Austen, O diário da princesa e com um toque de Gossip Girl, o livro conta a história de Daisy Winters, uma adolescente americana de cabelos vermelhos que trabalha em uma loja de conveniência e é completamente comum. Exceto pelo fato de que sua irmã mais velha (e perfeita), Ellie, está noiva do herdeiro da Coroa escocesa. Apesar do esforço de se manter longe da nova vida de sua irmã e dos holofotes, Daisy acaba indo parar nas manchetes dos tabloides e é convidada — ou melhor, intimada — pelo palácio a passar suas férias na Escócia. Para se adaptar à nova realidade, o charmoso Miles é escalado para ensiná-la tudo sobre o mundo da família real. A Coroa fará de tudo para transformar Daisy em uma dama... mas ela pode acabar reescrevendo o livro de regras seculares da realeza.

Título original: Royals
Autora: Rachel Hawkins
Tradutora: Isadora Sinay
Editora: Alt
Gênero: YA | Comédia romântica
Nota: 5

14 comentários:

  1. Olá!

    Nossa, não esperava que esse livro fosse tão divertido, me despertou até a curiosidade, mesmo não sendo o tipo de livro que eu daria prioridade comumente, rs.

    Beijo,

    Samantha Monteiro
    Degrau de Letras

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise!
    Só pela sua resenha to vendo que vou ser obrigada a ler esse livro haha. Eu amo leituras mais levinhas e engraçadas, e só pela mistura entre Gossip Girl e Diário de Uma Princesa acho que já vale a pena.
    A resenha ficou ótima :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise
    Eu confesso que julguei muito o livro pela capa. A capa me soou muito infantil e por isso achei que fosse uma YA, então não queria ler KKKKKK Mas agora lendo sua resenha com toda certeza vou fazer isso. Amo essas comédias românticas, respiro elas.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Denise

    Eu gostei bastante da proposta divertida. Se tem vibe de filme da Hallmark tem a minha atenção, e olha que eu nem conhecia o livro. Realmente é uma saraivada de clichês, mas quem liga? ahahahaha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh Dê, você acaba de me mostrar exatamente o que eu preciso no momento! Uma trama leve e divertida!! Jpa vu procurar pra ler!! Certeza que vou amar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi De!
    Essa resenha é tudo aquilo que eu precisava! Estou indo para a Amazon agorinha ver quanto que custa esse livro. Eu sou apaixonada pela Escócia, então vou me encantar em todos os sentidos!!!!!!!!!!!!!!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise! Esse livro entro em promoção hoje na Amazon e eu já queria ler por ter gostado de outros da autora. Depois dessa opinião positiva, não vou mais adiar a leitura.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. oii! quero muito ler esse livro, parece ser muito bom. Você poderia me dizer se ele tem hot? Como eu disse eu quero ler bastante, mas não gosto muito de hot hahahaha. Obrigada desde já❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anony!
      Não tem hot não, o livro é juvenil! Pode ler de boas que só tem umas beijocas ;D

      Bjs!

      Excluir
  9. Para qual idade vc recomenda esse livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anony!
      Ele é do gênero Young Adult, então é voltado para o público adolescente (a protagonista tem 17 anos). Tem o mesmo tipo de história que você encontra em livros tipo Minha vida mora ao lado, Eleanor & Park, Tudo e todas as coisas :D
      Espero ter ajudado!

      Bjs!

      Excluir
  10. Ola!
    Minha filha tem 10 anos e é apaixonada pela leitura, ela me pediu esse livro, será que ela pode ler esse conteúdo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anony. Depende muito do tipo de livro que ela já está acostumada a ler. Ele é um YA, recomendado para adolescentes-público jovem adulto. A personagem tem 17 anos, e a linguagem é bem nessa vibe. Se ela já leu histórias assim, pode curtir :)

      Bjs!

      Excluir
  11. ADOREI A RESENHA E JÁ VOU COMEÇAR A LER AGORA MESMO...😘

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!



@QueriaEstarLendo