Resenha: Um beijo inesquecível - Julia Quinn - Queria Estar Lendo

Resenha: Um beijo inesquecível - Julia Quinn

Publicado em 15 de fev. de 2021

Resenha: Um beijo inesquecível - Julia Quinn

Um beijo inesquecível é o sétimo da série Os Bridgertons, da autora Julia Quinn. Publicado aqui no Brasil pela editora Arqueiro, com tradução de Cláudia Costa Guimarães, o livro conta a história de Hyacinth, a última solteira da família.

Se você se interessou por essa resenha, vai gostar de ler sobre:

Diferente de Francesca no livro anterior que era uma incógnita, Hyacinth é figura carimbada da série e uma das queridinhas do fandom. Com sua personalidade forte e incomparável ela causa terror nos homens, dores de cabeça na família e muitas risadas ao leitor. Por isso, nada mais justo que ter um par a altura!

Gareth St. Clair é um bastardo, mas ninguém na alta sociedade londrina sabe disso. Neto de Lady Danbury, o jovem é brigado com o pai e leva uma vida de bon-vivant. Conquistador e bem humorado, ele tem um jeito de provocar Hyacinth e mantê-la sempre afiada, não se amedrontando ou fugindo de suas opiniões sempre tão diretas. Além disso, ele possui um lado carinhoso e apegado com a avó e que poucas pessoas parecem conhecer, mas que permite Hyacinth enxergar algo muito além da sua fama de devasso.

Mas não é só de romance que Um beijo inesquecível vive. Diferente do livro anterior onde a história de Francesca foi contada de maneira mais intimista e emocional, aqui temos uma grande aventura. Isso porque Gareth recebe o diário de sua avó paterna, que era italiana, e precisa da ajuda de Hyacinth para traduzi-lo. E o que se inicia como uma caça às joias escondidas pela avó italiana, acaba se desdobrando em uma descoberta ainda maior.

Por isso gosto de dizer que este é um segundo livro de uma trindade perfeita, que fecha a série Os Bridgertons. Em um primeiro momento com Francesca e seu romance diferente de todos os outros que vimos até então, seguido por Hyacinth e uma aventura envolvente e cheia de humor e culminando com Gregory e uma história totalmente irreverente. Os melhores livros da série de fato ficaram para o final.

Hyacinth é a melhor personagem entre todos os irmãos, não tem como competir. O papel que cabia a Eloise nos livros iniciais da série é facilmente suplantado por ela, que carrega muito bem sua personalidade mesmo nos livros dos irmãos. Dando um pequeno spoiler do que está por vir, Hyacinth executa um papel fundamental na história de Gregory - junto com Kate, minha deusa - e é ela quem carrega muitos dos contos de E viveram felizes para sempre.

Gareth não foge à risca, afinal é necessário um par a altura de alguém como a caçula dos Bridgertons. St. Clair ganhou junto a Michael o lugar de "maridos favoritos" na série. Eu amo o fato de ele não precisar seguir aquela linha de "personagem masculino que trata mal a mocinha para só depois se apaixonar" - oi Anthony, essa foi pra você - que é tão comum em romances de época. Porém, ele não é perfeito.

Resenha: Um beijo inesquecível - Julia Quinn

E aqui eu quero deixar claro, como fiz questão de apontar em relação a Michael em Um conde enfeitiçado, não é culpa do personagem. A escolha que Gareth faz é discutível mas passível de compreensão, principalmente se você gostar dele - o que é bem provável -, e estiver disposta a passar um certo pano.

O que me incomoda mesmo é o fato de, mais uma vez, a autora usar este tipo de recurso narrativo como única solução. Não era necessário, poderia ter sido feito de outra forma, e no fim só contribui para prejudicar um pouco a imagem do personagem e seguir uma linha que não necessariamente condiz com o que o mesmo vinha apresentando até então.

Mas isso de forma alguma afeta a história como um todo ou o prazer que é acompanhar a jornada dos dois na procura pelas joias e descoberta do amor. Gareth e Hyacinth são um dos melhores casais da série; são engraçados, sarcásticos, possuem uma química incrível e quando entendem que se gostam não ficam criando empecilhos para viver um romance.

Romance este cheio de humor, com tiradas ácidas e irônicas no melhor estilo Hyacinth de ser, acompanhado de uma boa dose de mistério, drama familiar e muita, mas muita química.

Julia Quinn realmente acertou a mão com Um beijo inesquecível, entregando aos leitores o melhor livro da série e honrando sua protagonista do início ao fim.

Sinopse: Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo.

Título original: It's in his kiss
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Tradução: Claudia Costa Guimarães
Gênero: Romance de época
Nota: 5+
SKOOB

Para quem ama um bom romance de época, fica a indicação de Os Ravenels, série da Lisa Kleypas que já foi totalmente publicada aqui no Brasil. 


2 comentários:

  1. Como diz a Lu, eu adoro a Jacinta rsrsrs e adorei a Lady D, em suas aparições certeiras! Um dos melhores da série!

    Bjs, MI

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Socorro que eu morri com o Jacinta, HAHAHAHAHAHA

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!



@QueriaEstarLendo