Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler


A lista a seguir é composta pelos 5 filmes que eu gostaria de ler.

Tive essa ideia depois de um post sobre as manias de leitora da Lethycia do blog Loucuras por Leituras. Porque ele me chamou a atenção para essa lista de filmes que eu vi, amei e não são baseados em livros. MAS DEVERIAM porque são tão bons que suas histórias deveriam viajar por outros tipos de mídia também.

E aqui estão eles:


Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler

1. Inquietos

Diretor: Gus Van Sant
Roteirista: Jason Lew
Ano: 2011
Sinopse: Dois jovens se conhecem de forma inusitada, em um velório. A partir daí, constroem um amor profundo e duradouro. Uma análise sobre a amizade e o amor, que podem ser tão atraentes e verdadeiros como provocativos e agitados, ou melhor, inquietos.
Por que? Annabel e Enoch tem um dos romances mais sensíveis e honestos que eu já tive o prazer de assistir. A personalidade peculiar deles também adiciona muito -- sem contar o fantasma do Hiroshi. Acho que eu gostaria de um livro pelo ponto de vista do Enoch, a principio, pelos problemas que ele já enfrentava antes de conhecer a Annabel e sobre como a visão de mundo que ela tem, afeta a dele, como ela o impulsiona a se curar e juntar os próprios pedaços. O filme é visualmente lindo, mas nada que não possa ser transmitido por palavras. O filme traz uma vibe A Culpa é das Estrelas (mas mais pé no chão) e Ensina-me a Viver, então é claro que o livro teria MUITO DRAMA e muita euforia. Apesar dos seus livros fofos não trazerem tanta tragédia assim, gosto de como a Stephanie Perkins constrói personagens peculiares e eu a escalaria em um piscar de olhos para produzir um livro do meu filme preferido!

Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler


2. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Diretor: Jean-Pierre Jeunet
Roteirista: Guillaume Laurant e Jean-Pierre Jeunet
Ano: 2001
Sinopse: Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.
Por que? Tá brincando comigo? Quem não gostaria de ler as aventuras da Amelie, que de tímida e reclusa, pegou o gosto pela aventura após consertar algumas coisas a sua volta e, então, decidiu ousar e consertar a própria vida. O voice over do filme sempre me deu a sensação de livro e a peculiaridade dos personagens seria excelente para criar quotes ainda mais marcantes do que as do filme. Quando eu penso em Amelie, eu rapidamente penso em estilos de narrativa como o da Tahereh Mafi e morri só um pouquinho por dentro imaginando isso na minha estante.

Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler

3. LOL - Rindo à toa

Diretor: Lisa Azuelos
Roteirista: Lisa Azuelos e Nans Delgado
Ano: 2008
Sinopse: Lola (Christa Teret) tem 15 anos e está prestes a iniciar o ano letivo escolar, onde reencontrará os amigos. Quando termina o namoro com Arthur (Félix Moati) ela encontra consolo junto a Maël (Jérémy Kapone), seu melhor amigo e também do ex-namorado. Anne (Sophie Marceau), a mãe de Lola e de outros dois filhos, está separada do pai deles, apesar de que ambos continuam se encontrando às escondidas. Superprotetora, ela tenta se aproximar da filha, que cada vez está mais voltada para as amizades e as novidades da adolescência. Até que, um dia, encontra por acaso o diário de Lola. Anne resolve lê-lo e fica abismada com os relatos da filha sobre sexo e drogas. Paralelamente, Anne começa a se envolver com um policial, que conheceu por acaso quando seu carro foi rebocado.
Por que? A história é bastante clichê, não vou mentir. A adolescente descobrindo o mundo, apanhando do mundo. A mãe que não consegue cortar o cordão. O bom da história está nos detalhes, nos relacionamentos dos personagens e na interatividade da história. Seria o tipo de romance adolescente que Huntley Fitzpatrick ou Jennifer E. Smith poderiam escrever. É leve nas bordas e emotivo no centro, é bem o tipo de história sobre crescimento e relacionamentos - com foco em mãe e filha. O tipo de história para ler em um final de semana chuvoso e que vai aquecer o seu coração.

Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler

4. Across the Universe

Diretor: Julie Taymor
Roteirista: Dick Clement, Ian La Frenais e Julie Taymor.
Ano: 2007
Sinopse: Década de 60. Jude (Jim Sturgees) e Lucy (Evan Rachel Wood) estão perdidamente apaixonados. Juntamente com um grupo de amigos e músicos eles se envolvem nos movimentos da contracultura de sua época, tendo como guias o dr. Robert (Bono) e o sr. Kite (Eddie Izzard).
Por que? Um filme baseado nas música dos Beatles. Eu poderia ter milhões de livros baseados nas músicas dos Beatles que não me cansaria. Jude, Max, Lucy... Eu gosto de todos eles e de suas histórias pessoais, gosto de como se envolvem e desenvolvem no musical e acho que um livro nos daria muito mais tempo para trabalhar a profundidade das personalidades e dos relacionamentos que aprendemos a amar. Olhei bem para a minha estante e decidi que eu arriscaria por essa história nas sábias mãos da Leila Salles, que sabe mesclar música e histórias emocionantes.

Top Thursday: 5 Filmes que eu Gostaria de Ler

5. Cidade dos Anjos

Diretor: Brad Silberling
Roteirista: Wim Wenders, Peter Handke, Richard Reitinger e Dana Stevens
Ano: 1998
Sinopse: Em Los Angeles, uma dedicada cirurgiã (Meg Ryan) fica arrasada quando perde um paciente durante uma operação, no mesmo instante em que um anjo (Nicolas Cage), que estava na sala de cirurgia, começa a se sentir atraído por ela. Em pouco tempo ele fica apaixonado pela médica e resolve ficar visível para ela, a fim de poder encontrá-la frequentemente, o que acaba provocando entre os dois uma atração cada vez maior, apesar dela ter um sério relacionamento com um colega de profissão. O ser celestial não pode sentir calor, nem o vento no rosto, o gosto de uma fruta ou o toque da sua amada, assim ele cogita em deixar de ser um imortal para poder amar e ser amado intensamente.
Por que? Só um dos meus filmes preferidos para a vida toda. O drama do Seth e da Maggie, a terra cercada por anjos, ele caindo por ela, o desfecho do romance. É um filme que eu olho e vejo que me inspirou profundamente a criar minhas próprias histórias e, por isso, guardo em um lugar especial do meu coração. Nunca li nada do Nicholas Sparks, mas gosto muito dos filmes baseados em suas obras e minha mãe adora os livros. Pelo que já discutimos sobre, ele seria o cara ideal para novelizar esse filme incrível, cuja história sobre tomar riscos e o que é, de fato, viver, pode inspirar a qualquer um.

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!